Plataforma da Zap Imóveis diz quanto vale o seu imóvel

Adoção da nuvem da Microsoft traz melhorias à plataforma "Quanto Vale?". Agora, valor do imóvel é deduzido dentro do momento real do mercado imobiliário

São Paulo – Quer sabe quanto vale seu imóvel? A Zap Imóveis vai ajudar. A empresa está melhorando sua plataforma de medição de preço de imóveis, a “Quanto Vale?”.

O serviço já existia, mas ganhou grandes melhorias recentemente. “Não tem mais nada igual nesta nova plataforma”, falou a EXAME.com Eduardo Perez, CTO do Zap.

A nova metodologia promete trazer valores mais exatos. Para saber quanto seu imóvel vale, o usuário precisa preencher uma série de informações. Elas vão desde as mais simples (como número de dormitórios e metragem) até outras menos óbvias (se passou por reforma recente, se tem ar condicionado, etc).

Uma das chaves para essa nova fase é uma metodologia repensada. A empresa deixou de usar apenas as informações históricas. Antes, o valor era aferido a partir de vendas registradas na plataforma.

Caso o usuário quisesse saber quanto vale um imóvel parecido com outro parecido que foi vendido há dois anos, por exemplo, a DataZap fazia a correção do valor usando o índice FipeZap relativo a esse período.

Agora, usando a Azure, nuvem da Microsoft, o “Quanto Vale?” é capaz de colocar muitos outros fatores em conta. O mais importante deles é como está o mercado imobiliário no momento. Para isso, são usadas tecnologia de machine learning, ciência de dados e uma série de algoritmos de economia.

“Saímos de uma situação que nós simplesmente atualizávamos os preços com o índice para outra na qual aferimos esse valor no momento exato do mercado”, falou a EXAME.com Danilo Igliori, diretor geral do DataZAP.

Com esse novo produto, chega uma mudança um pouco inconveniente para alguns usuários. As consultas passam a ser pagas—são 79,90 reais por consulta. Antes, com a metodologia mais simples, esse processo era de graça.

Simulação

Além de pessoas físicas, a Zap Imóveis quer que a ferramenta seja usada por incorporadoras, por exemplo. A ideia é realizar simulações para entender qual tipo de imóvel terá um melhor desempenho nos lucros.

Seria possível simular o preço aproximado de venda em um determinado endereço ao colocar informações sobre o imóvel. Valeria mais a pena construir apartamentos menores com um dormitório ou algo maior e mais espaçoso?

De acordo com a empresa, o recurso já vem sendo usado pelo mercado desta forma.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Rogerio Gaeta

    Mais uma forma de arrancar dinheiro do cliente.