Perdeu seu pet? “Meu Peludo” pode te ajudar a achá-lo

A plataforma foi lançada oficialmente em 10 de janeiro após um período de pré-venda em que venderam mais de 500 itens

São Paulo – Margarida fugiu pela manhã em Santa Barbara D’ Oeste e nunca mais voltou para sua família. Mikaela deixou para trás uma criança bem triste quando desapareceu no começo de abril. Diariamente vemos nas redes sociais uma quantidade enorme de animais perdidos por todo o Brasil. A startup “Meu Peludo” criou um sistema de tag com geolocalização para solucionar esse problema, evitando que cães e gatos continuem perdidos nas ruas.

Idealizado pelos sócios Sérgio Oliveira e Philipe Coutinho, o “Meu Peludo” surgiu após 2 anos de planejamento, no Rio Grande do Norte. Sérgio Oliveira disse em entrevista a INFO que resolveu investir no negócio de pet, após ver a grande procura de pessoas que buscam por animais perdidos nas redes sociais. “Observamos nas redes sociais que frequentemente diversos animais perdidos eram resgatados por pessoas nas ruas, mas não havia nenhuma identificação que permitisse o retorno ao seu dono”, explica.

A plataforma foi lançada oficialmente em 10 de janeiro após um período de pré-venda em que venderam mais de 500 itens. Atualmente o “Meu Peludo” tem mais de 3 mil animais cadastrados no sistema e em pouco mais de 2 meses de operação não há ocorrências de nenhum caso de animal perdido com o pingente da startup.

O capital inicial do projeto foi de ambos os sócios, chamado de “Bootstapping” como se diz no mundo das startups, quando o investimento ocorre com recursos próprios dos empreendedores. “O período de pré-venda ajudou a arrecadar os recursos iniciais necessários para produzir o primeiro lote das medalhas”.

Por meio de um cadastro simples, o usuário compra a tag, uma espécie de medalha de 2,5 cm por 2 cm, pelo valor de R$ 19,90 no site da startup, com entrega em todo o Brasil. Após receber em sua residência, basta inserir o número de identificação que está no verso da tag e colocar na coleira do seu animal de estimação.


Caso seu bichinho esteja perdido e alguém o encontre, basta escanear o QR-Code que ele mostrará o perfil do animal com endereço, nome, dono, entre outras informações. A tecnologia do QR-Code é um conjunto de códigos que pode lido por um aplicativo para smartphones. Se por acaso o seu aparelho celular não tiver instalado o aplicativo de QR-CODE, não entre em desespero, pois pela internet é possível ter as mesmas informações.

“O modelo da medalha com QR-CODE, que funciona como um código de barras e que pode ser lido por qualquer dispositivo (smartphone,tablet,notebook) com câmera e acesso a internet. Além disso, outra preocupação nossa foi em oferecer uma alternativa ao uso do QR-CODE, e inserimos na medalha um endereço web para que as informações do pet pudessem ser acessadas por qualquer navegador de internet”, disse Oliveira.

Além disso, na tela do aparelho aparece o campo para que a pessoa que encontrou o animal insira seu nome, endereço de e-mail e ative o botão “enviar para meu dono”. Desta forma, as informações chegarão imediatamente ao e-mail do proprietário do animal, com a localização GPS.

A empresa tem planos para o segundo semestre com a criação de uma central telefônica, esse call center seria outro canal de comunicação entre o dono e a pessoa que encontrou o animal perdido na rua.

O projeto foi selecionado para participar da etapa nacional do Desafio Salão da Inovação em 2013, realizado durante o Encontro Nacional de Tecnologia e Negócios (Rio Info), e os sócios saíram vitoriosos como a segunda melhor startup do evento, entre 30 empresas de 5 países. Além da consagração, os empreendedores receberam o convite do Governo britânico para ir à Londres no próximo mês conhecer o maior polo de startups da Europa.