OVNI suspende voos na China e gera discussão na internet

Objeto foi avistado por tripulação de aeronave que pousaria no aeroporto de Xiaoshan no último dia 7

São Paulo – Um objeto voador não identificado (OVNI) forçou o aeroporto Xiaoshan, na cidade de Hangzhow, na China, a suspender as operações no último dia 7 de julho. Desde então, imagens e vídeos do acontecimento feitas por moradores da cidade circulam pela internet, em discussões sobre o que seria o tal objeto.

Conforme a rede norte-americana ABC News, o objeto foi notado por uma equipe de voo que pousaria no terminal por volta das 20h40 do dia 7. A tripulação então avisou o departamento de controle de tráfego e após alguns minutos as decolagens passaram a ser canceladas e os pousos foram desviados para os aeroportos de Ningbo e Wuxi.

Logo surgiram os boatos de que o objeto seria uma nave espacial extraterrestre. Algumas pessoas sugerem que o OVNI poderia ser uma bomba norte-americana ou um satélite russo. Em um fórum de discussões chinês, um internauta se mostrou inconformado com as especulações. “Na minha opinião, o OVNI não é nem um míssil dos Estados Unidos nem um satélite russo. As sugestões de que é um extraterrestre são ainda mais absurdas. Gente, usem a cabeça. Isso é claramente um fenômeno humano. Rússia ou Estados Unidos provocaria a ira chinesa atirando um míssil ou satélite sem aviso? Acredito que o poderio militar chinês é responsável pelo objeto. É um novo míssil ou aeronave que está sendo testado”, escreveu.

Por enquanto, a identidade do OVNI continua sem explicação. Um porta-voz da Administração de Aviação Civil da China disse à ABC News que o assunto está em investigação e não deu mais detalhes. O jornal China Daily, citando uma fonte anônima, entretanto, diz que o mistério está esclarecido para as autoridades, porém nada poderia ser divulgado publicamente porque “haveria uma conexão militar”.

Confira algumas das supostas fotografias do objeto que circulam na internet: