O Apple Watch terá o mesmo problema de todos os smartwatches

A bateria do Apple Watch deve durar cerca de 19 horas. Ele precisará ser colocado na tomada todas as noites e não servirá como monitor de sono

São Paulo – A Apple não conseguiu corrigir o principal problema dos relógios inteligentes: o quanto eles aguentam depois de uma carga na bateria.

A empresa já havia revelado que o Apple Watch precisaria ser conectado à tomada todas as noites. Nenhum detalhe adicional sobre o assunto havia sido divulgado.

Agora, o site especializado em Apple, o 9to5Mac, conseguiu as primeiras informações sobre o assunto com pessoas envolvidas no desenvolvimento do relógio. Elas afirmam que a questão da vida da bateria ao longo do dia foi uma das principais preocupações da Apple durante a criação do relógio.

Essa questão teria sido, inclusive, a causa do atraso no lançamento do relógio. Ele, incialmente, seria lançado no final de 2014, mas acabou sendo empurrado para 2015.

De maneira geral, o Apple Watch terá um desempenho de bateria bem parecido com o que já é visto entre os relógios com Android – coloque aqui na lista os relógios da Samsung, LG, Motorola e Sony.

Aparentemente, combinando o tempo de uso ativo e o período de stand by, o Apple Watch irá aguentar cerca de 19 horas de funcionamento. 

É claro que esse número vai depender em quanto o usuário utilizar o relógio – assim como acontece com um smartphone, um tablet ou um notebook.

De acordo com as fontes do 9to5Mac, o relógio aguentaria de 2,5 a 4 horas rodando aplicativos ativos e com a tela ligada. Em repouso, com a tela desligada, ele deve aguentar de dois a três dias.

Caso o objetivo do usuário seja usar as funcionalidades de saúde do relógio, ele deve ser capaz de realizar até quatro horas de exercícios físicos com a mesma carga de bateria.

A necessidade de carregar a bateria do gadget todo dia parece ser real. Com isso, descarta-se a possibilidade de usar o Apple Watch para monitoramento do sono.

A Apple deve conseguir aumentar a autonomia do relógio para cada carga da bateria para a próxima versão – assim como se espera que os relógios rodando Android também melhorem essa mesma questão. 

Processamento

Outra informação obtida pelo 9to5Mac é sobre o processador. A Apple deve usar um chip chamado S1 para o Watch. Ele seria bem próximo em capacidade de processamento do chip A5 – que é usado no iPod Touch e foi lançado como o chip do iPhone 4s.

Já o sistema será uma versão simplificada do iOS, que está dentro de iPads e iPhones. Ela tem um apelido, que é SkiHill.

Cerca de 3.000 unidades estão com pessoas que estão testando o gadget em condições reais de cotidiano.

O Apple Watch deve ser lançado em março, de acordo com rumores. A data certa ainda não foi divulgada pela Apple.