Novo recurso do Facebook ajudará ONGs a organizar doações

Agora, para dar dinheiro à uma instituição de caridade, o usuário só precisa apertar o botão "Doe", que irá aparecer em páginas e postagens da ONG

São Paulo – O Facebook anunciou hoje uma nova ferramenta que irá facilitar a doação de dinheiro para causas que você apoia. Chamado de “Fundraisers” (angariadores de fundos, em inglês), o recurso permitirá que ONGs realizem campanhas de angariação de fundos na rede social. Apenas organizações registradas nos Estados Unidos, no entanto, podem utilizar o recurso.

Com a ferramenta, organizações sem fins lucrativos poderão lançar uma página que conta a história da campanha e recolhe doações. Além disso, a partir da própria página, a instituição poderá acompanhar o progresso das metas impostas por ela.

Para fazer uma doação, o usuário só precisa apertar o botão “Doe”, que irá aparecer em páginas e postagens das ONGs. A pessoa pode optar por compartilhar a doação em sua linha do tempo. A mensagem também virá com o botão de doação, permitindo que outros usuários contribuam diretamente de seu feed de notícias.

“Esperamos que esses recursos ajudam a organizações sem fins lucrativos alcançar novos adeptos, envolver sua comunidade e obter o financiamento valioso que eles precisam para continuar seu bom trabalho”, disse Naomi Gleit, VP de gerenciamento de produtos do Facebook, em um comunicado no blog oficial da rede social.

Doações: com o novo recurso, as ONGs poderão acompanhar o progresso de suas metas a partir do Facebook (Divulgação/Facebook)

Foco há 12 anos

Desde 2003, o Facebook testa recursos de angariação de fundos para ONGs. Além disso, a rede social já estabeleceu parecerias com instituições para criar campanhas de doação após catástrofes naturais, como no Nepal, e epidemias como a do Ebola.

Em agosto de 2014, a empresa anunciou a criação do time de Bem Social. O objetivo da equipe é construir ferramentas que ajudem as pessoas a fazerem o bem ao redor do mundo.

Desde então, o time desenvolveu o recurso “Safety Check”, que permite que usuários possam informar seus amigos da rede social se estão salvos durante uma tragédia. Por exemplo, quando aconteceu o ataque terrorista em Paris, milhões de pessoas que estavam na cidade puderam notificar que estavam vivos para outros usuários.

Quem pode participar

A “Fundraisers”, por enquanto, será disponibilizada para testes para 37 ONGs – entre elas estão a Sociedade Nacional de Escleroso Múltiplas e o Fundo Mundial para a Natureza (WWF). No momento, a rede social está concentrada em instituições norte-americanas, porém planeja expandir para outros países em 2016.

As organizações interessadas em obter mais informações sobre o assunto, podem acessar o site donations.fb.com. Para que a ONG possa utilizar o recurso, ela deve ser certificada pelo Facebook e suas contas bancárias serão verificadas pela empresa.

O Facebook ainda não cobra as instituições pela utilização da ferramenta. Porém, provavelmente no próximo ano, ele aplicará uma taxa que cobre os custos de operação da empresa.