Novo iPhone deve ser o primeiro a custar mais de 1.000 dólares

ÀS SETE - O aparelho, que será apresentado hoje, deve trazer realidade aumentada, reconhecimento facial, uma tela “infinita” e visores de OLED

A Apple lança nesta terça-feira seu mais novo iPhone, o celular que este ano chegou ao seu décimo aniversário. Boas surpresas são esperadas — e uma das principais está no preço, com o aparelho sendo o primeiro da história da companhia a nascer com preço de venda de mais de 1.000 dólares.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Mas há outras. O evento acontece em um lugar novo. O presidente da companhia, Tim Cook, lança o iPhone na primeira apresentação pública do Teatro Steve Jobs — uma sala de apresentações no mais novo quartel da Apple, com capacidade para 1.000 pessoas, além de cadeiras reclináveis de 14.000 dólares e sala de demonstrações para a imprensa, tudo no maior estilo Apple.

Quanto ao gadget, deve-se esperar pelo menos três modelos: os iPhone 8, iPhone 8 Plus e o iPhone X. O novo aparelho também deve trazer funcionalidades de realidade aumentada, reconhecimento facial, uma tela “infinita” (do tipo que vai até a beira do aparelho) e visores de OLED, para melhor definição das formas e precisão nas cores. É esperada também uma funcionalidade de recarga por indução magnética.

Mas muitos estimam que a verdadeira surpresa venha junto do anúncio do iPhone. Especulam-se novos designs e aprimorações para o relógio Apple Watch, fones de ouvido e até uma nova Apple TV, acompanhada de um serviço de streaming da companhia.

Durante o anúncio da nova versão do sistema operacional iOS, Cook anunciou que irá introduzir o sistema de pagamentos Apple Pay em alguns funcionamentos do iPhone, como no sistema de mensagens.

A data do novo sistema também deve ser anunciada hoje. Com os grandes investimentos que a companhia vem fazendo no fornecedor de músicas Apple Music, a companhia está investindo em serviços aos usuários.

Há 10 anos Steve Jobs introduziu o primeiro iPhone, um celular que chegaria a vender 1,2 bilhão de unidades em todo o mundo e se tornaria uma parte essencial na vida de muitos de seus usuários.

No ano passado, pela primeira vez na história a venda dos celulares foi menor do que nos anos anteriores — talvez venha daí o aumento de preço de cerca de 200 dólares anunciado para cada aparelho. O iPhone pode até mudar, os lucros milionários da Apple, não. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s