São Paulo – Cinco dias após o Facebook oferecer o botão Assinar, que permite seguir usuários na rede social, o CEO da empresa, Mark Zuckerberg, já conta com 5,5 milhões de seguidores. Porém, Zuckerberg utilizou um truque para chegar à marca. Ele converteu todos os usuários que curtiam sua página no serviço em seguidores de sua conta pessoal. Essa manobra não é permitida a um usuário comum.

Assim como no Twitter e no Google+, ao seguir uma pessoa, o usuário passa a receber suas publicações sem que o caminho inverso aconteça. O usuário do Facebook pode escolher se o conteúdo estará disponível para todos os seus seguidores ou somente para seus amigos. Quando a rede social Google+ foi lançada, Mark Zuckerberg também se tornou a personalidade com maior número de seguidores no serviço do Google.

Tópicos: Facebook, Redes sociais, Empresas, Internet, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, Empresas de internet, Mark Zuckerberg, Personalidades