São Paulo - Um túnel debaixo d'água vai ligar as cidades de Santos e Guarujá, no litoral paulista. Com obras previstas para começar em janeiro de 2015, ele deve estar pronto até 2018. Trata-se do primeiro túnel desse tipo no Brasil. 

"Em função do intenso movimento de barcos na região, não valia a pena construir uma ponte elevadiça", afirmou em entrevista a EXAME.com Estanislau Marcka, coordenador do projeto.

Batizado de Submerso, o túnel sob o canal do porto de Santos terá 1,7 quilômetro de extensão e 21 metros de profundidade. Quando estiver pronta, a obra de 2,8 bilhões de reais vai atender cerca de 40 mil pessoas por dia. O dinheiro vem do BNDES e do Tesouro do Estado de São Paulo.

Construção

Para construir o Submerso, será usada uma tecnologia parecida com a do Transbay Tube de São Francisco (Estados Unidos) e outros túneis do tipo. "Há 150 túneis como esse ao redor do mundo", afirmou Marcka, coordenador.

O Submerso será construído fora d'água e em partes. Chamadas de elementos pelos engenheiros, essas partes serão feitas de concreto armado terão 10 metros de altura, 37 metros de largura e 145 metros de comprimento.  Ao todo, serão seis elementos.

"Cada elemento comporta 2 pistas com 3 faixas de rolamento e uma galeria central de 5 metros para circulação de pedestres e ciclistas", explicou Marcka.

O cronograma do projeto prevê a construção de três elementos de cada vez. Depois de prontos e vedados, eles serão levados para o canal por rebocadores. Com lastros provisórios na parte interna, os elementos afundarão na água. 

Por meio de um posicionamento preciso, encaixes e aplicação de concreto, as partes do túnel serão unidas debaixo d'água. Na parte externa do Submerso, uma cobertura com pedras servirá para evitar o choque de navios na estrutura.

No fim, o vedamento dos elementos será desfeito e o túnel estará pronto.

100 anos

"Esse túnel é pensado para ficar inteirão durante uns 100 anos", afirmou Marcka.

Segundo ele, é possível que outros túneis como o Submerso sejam construídos no canal do porto de Santos (para movimentação de carga) e mesmo em outras partes do Brasil - como a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

"Esse vai ser o primeiro de uma série. Creio que outros virão", garantiu ele.

Veja o vídeo que explica como será a construção do Submerso:

(Texto atualizado em 05/11/2014 às 12h45)

Tópicos: Engenharia, Obras públicas, Porto de Santos, Santos, Cidades brasileiras, Baixada Santista, Tecnologia