O Twitter anunciou que dará novos passos para impedir o comportamento abusivo e a conduta de ódio na rede social.

A medida foi anunciada enquanto as redes sociais enfrentam pressões dos Estados Unidos e outros governos depois dos ataques em Paris e na Califórnia, para que se tente eliminar as incitações ao ódio e atos de violência.

As novas regras estabelecem que os usuários do Twitter "não podem fazer ameaças de violência ou promover a violência, incluindo ameaças ou promoção do terrorismo", afirmou a diretora de segurança e confiança online dessa rede, Megan Cristina.

O Twitter disse que proibirá as contas de pessoas que tiverem um comportamento que agridam essas regras.

Tópicos: Atentados em Paris, Ataques terroristas, Terrorismo, Internet, Redes sociais, Twitter, Empresas, Empresas americanas, Empresas de internet