Aguarde...

Prevenção | 13/06/2013 07:00

Tratamento reduz risco de Aids entre usuários de drogas

Realizado na Tailândia durante quatro anos, o estudo envolveu 2.400 usuários de drogas injetáveis

AFP / Romeo Gacad

Paciente recebe recipiente com remédios

Ex-usuário de drogas recebe medicamentos antitrretrovirais em Jacarta

Paris - Um tratamento preventivo com antirretrovirais reduziu quase à metade o risco de contrair o vírus da Aids entre usuários de drogas injetáveis, revela um estudo publicado nesta quinta-feira.

Alguns estudos realizados no passado já haviam revelado a eficácia da profilaxia pré-exposição (PrEP) na redução da transmissão do HIV por via sexual, assim como entre mãe e bebê, mas é a primeira vez que a PrEP se mostra promissora entre usuários de drogas, destaca o site da revista médica The Lancet.

Realizado na Tailândia durante quatro anos, o estudo envolveu 2.400 usuários de drogas injetáveis, dos quais a metade recebeu tratamento preventivo e a outra metade, placebo.

O tratamento preventivo consiste em uma pastilha diária de Tenofovir, um antirretroviral utilizado contra o HIV comercializado nos Estados Unidos sob o nome de Viread.

No final do estudo, 17 usuários tratados preventivamente estavam infectados pelo HIV, contra 33 do outro grupo, o que supõe uma redução de 48,9% no risco.

"Este estudo revela que a profilaxia pré-exposição pode ser eficaz em todas as populações de risco", comentou o doutor Michael Martin, um dos autores do trabalho.

O professor Salim Karim destaca que o tratamento deve ser acompanhado por outras medidas preventivas, como a distribuição de seringas descartáveis e de preservativos.

Segundo vários estudos realizados com heterossexuais africanos publicados em 2011, o risco de infecção pelo HIV se reduz em dois terços com o tratamento preventivo.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados