São Paulo - Já viu uma cena incrível ou engraçada e não conseguiu pegar o smartphone a tempo? Quem nunca? Pensando nisso, a Neurowear, aquela empresa japonesa responsável pelos rabos de cachorro para pessoas, apresentou nesta semana um conceito de tiara que lê as ondas cerebrais do usuário e filma um momento automaticamente.

O protótipo do chamado Neurocam ainda não é exatamente prático: ele precisa estar ligado em um iPhone.

A tiara eletrônica analisa a atividade cerebral em uma escala de 1 a 100. Quando esse número chega a 60, o smartphone automaticamente começa a gravar um vídeo de cinco segundos, criando um gif animado.Também há controles manuais.

Segundo o Gizmag, a empresa busca criar um aparelho com design melhor, já que não é seguro (nem bonito) andar por aí com um iPhone pendurado na cabeça.

A Neurowear já apresentou outros conceitos de produtos com tecnologia de leitura de atividade cerebral, como um fone de ouvido que troca de música automaticamente quando o usuário não estiver gostando do som. Esse aparelho, entretanto, é tão grande que faz jus ao seu nome: Mico.

Veja o vídeo de divulgação da Neurocam:

Tópicos: iPhone, Smartphones, Celulares, iPhone e iPad, Tecnologia, Tecnologias sem fio, Vídeos de tecnologia