São Paulo - Hoje a Claro começa a vender o Razr HD, o primeiro aparelho com LTE no mercado brasileiro. Enquanto a rede ainda está em fase de testes, o aparelho depende de sua ótima tela e do processador dual core de 1,5 GHz para conquistar os usuários.

Pesando 146 g, o aparelho possui uma tela com 0,4 polegadas a mais que a do antecessor, sem que as proporções da carcaça tenham se tornado exageradas. Com espessura de 0,8 cm, o Razr HD é um aparelho fino e leve com ótima empunhadura. A tampa traseira mantém o acabamento com fibra de Kevlar, uma das principais características da linha. A câmera, com idênticos 8 megapixels, registra imagens com maior velocidade. A qualidade é muito similar à do Razr Maxx, mas faremos uma análise mais profunda.

Com 720 por 1.280 pixels, a tela é o grande destaque. As cores são vivas e o brilho é satisfatório. Outra grande inovação – ao menos para a Motorola – é a interface. Ao contrário do layout carregado e lento da Motoblur, o Ice Cream Sandwich ficou bem próximo ao original. Há ícones adaptados e widgets bastante práticos, além do acesso rápido para um menu de configurações localizado à esquerda da primeira tela inicial. Basta deslocar o dedo da esquerda para direita que o menu surge instantaneamente.

O Razr HD conta com saída microHDMI, servidor de DLNA, 1 GB de RAM, entrada para cartão microSD e armazenamento interno de 12 GB. O aparelho será vendido por 1.999 reais (desbloqueado). 

Tópicos: Celulares, Indústria eletroeletrônica, Lançamentos, Empresas, Motorola, Empresas americanas, Empresas de tecnologia