Já sentiu calor e desejou ter um ar condicionado portátil? Pois é, essa é a proposta de um projeto de estudantes do MIT (Massachussetts Institute of Technology).

Uma pulseira em fase de desenvolvimento é capaz de enviar ondas de frio ou calor para o corpo do usuário.

Criado por quatro estudantes de engenharia, o aparelho chamado "Whistify" foi o vencedor de um concurso do instituto que premiou a equipe com 10 mil dólares.

Ao receber continuamente um impulso gelado repentino, Sam Shames, que ajudou a criar o projeto, descobriu que é possível "enganar" o corpo para sentir frio, e o mesmo funciona para o calor.

"Os prédios gastam uma quantidade incrível de energia para abastecer o ar condicionado. Na verdade, isso representa 16,5% de toda a energia primária consumida nos Estados Unidos. Queremos reduzir ese número mantendo o conforto térmico e individual", disse Shames, de acordo com o PSFK.

A pulseira tem autonomia de bateria de 8 horas, o tempo exato que uma pessoa normalmente passa no trabalho.

Segundo a Wired, a Whistify também pode ser uma boa alternativa para quem não possui ar condicionado em casa, como é o caso de 89% dos brasileiros. Nos EUA, 87% das residências contam com aparelhos de ar condicionado.

Ainda não há previsão de comercialização ou preço do produto.

Tópicos: Computação vestível, Engenharia, Universidades, MIT, Ensino superior, Pesquisa e desenvolvimento