Aguarde...

Informações | 05/09/2012 18:00

Privacidade de aplicativos para celular gera desconfiança

54% dos usuários de celulares que baixaram aplicativos decidiram não instalá-los quando se deram conta da quantidade de informação pessoal que necessitavam para usá-los

©AFP/Archives / Andrew Cowie

Pessoas usam celular andando

Pessoas usam celular andando: os usuários estão preocupados com os dados pessoais

Washington - Usuários de smartphones estão recusando o download ou desinstalando aplicativos, após um aumento da preocupação com a quantidade de dados pessoais que estes programas coletam, segundo um estudo americano publicado nesta quarta-feira.

O estudo do Pew Internet Project descobriu que 54% dos usuários de celulares que baixaram aplicativos decidiram não instalá-los quando se deram conta da quantidade de informação pessoal que necessitavam para usá-los.

Além disso, cerca de 30% dos usuários de aplicativos desinstalaram um dos programas que já estava funcionando em seu celular ao descobrir a quantidade de informações pessoais que armazenava ou que não queriam compartilhar.

O estudo é feito em um cenário de grande preocupação entre os legisladores americanos e os grupos de defesa das liberdades civis sobre a informação contida nos celulares e outros dispositivos móveis, muitas vezes sem o conhecimento do usuário.

O estudo Pew mostrou que tanto os usuários de Android como de iPhone eram igualmente propensos a apagar ou evitar aplicativos devido ao medo sobre a informação pessoal que ele guarda.

"Quando os aplicativos de celulares se transformam em um portal cada vez mais importante para as comunicações e serviços, os telefones dos usuários se converteram em ricos depósitos (de informação) que servem de crônica de suas vidas", afirma Mary Madden, pesquisadora associada e coautora do estudo.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados