Aguarde...

Internet | 06/08/2010 00:55

Plínio de Arruda chama atenção no debate e vira Trending Topic no Twitter

Perfil do candidato socialista, que foi atualizado durante encontro de presidenciáveis, ganhou mais de dois mil seguidores no decorrer do evento

São Paulo - O candidato do PSOL à Presidência da República Plínio de Arruda Sampaio se destacou no primeiro debate entre presidenciáveis promovido pela Band na noite desta quinta-feira (5). Com desenvoltura em suas falas, chamou a atenção dos internautas que usavam o Twitter durante o evento e chegou à primeira posição entre os assuntos mais comentados do site de microblogs.

O perfil do socialista no Twitter acompanhava a repercussão e seguiu sendo atualizado no decorrer do encontro. As frases de mais efeito eram reproduzidas no site pela assessoria do presidenciável. Plínio, que começou o debate em tom irônico, perguntando se o telespectador estava surpreso por ver quatro ao invés de apenas três candidatos, ganhou projeção na rede e, em algumas horas passou de cerca de nove mil para mais de 11 mil seguidores.

Os perfis de Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) não foram atualizados durante o encontro. Ao final do debate a assessoria de Plínio agradeceu as menções feitas pela rede. "Fim do debate. Obrigado a todos que ajudaram a colocar Plínio Arruda Sampaio em 1° no Trending Topics Brasil!", escreveu um assessor.

Enquanto isso, o candidato Levy Fidelix (PRTB), que não foi convidado para o debate, criticava a participação de "apenas quatro candidatos" no programa. "Já anunciei que procurarei a ONU se preciso for para participar dos próximos debates. ELES não acreditam .. vão pagar para ver!", tuitou. Zé Maria (PSTU), José Maria Eymael (PSDC) e Ivan Pinheiro (PCB) não marcaram presença no Twitter durante o debate. O candidato Rui Costa Pimenta (PCO) não tem perfil na ferramenta.

Leia outras notícias sobre Twitter ou sobre Eleições 2010

Siga as notícias de Tecnologia no Twitter

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados