Aguarde...

Polêmica | 19/11/2013 16:01

Pai encontra imagem de filho morto no Google Maps

Anos depois da morte de jovem, pai encontra cena do crime no serviço do Google, que irá retirar imagem do ar. Caso reacende discussão sobre privacidade na web

Google Maps

Imagem mostra local no qual Kevin Barreras foi encontrado sem vida

Google Maps: imagem mostra o local no qual Kevin Barreras foi encontrado sem vida nos idos de 2009. Episódio reacende discussões sobre privacidade 

São Paulo – Kevin Barrera foi assassinado aos 14 anos em 2009 na cidade de Richmond, Califórnia. Em 2013, contudo, a sua morte tomou novas proporções depois que seu pai, José Barreras, encontrou no Google Maps o registro da cena do crime.

Na imagem, que ainda está disponível no serviço de mapas do Google, é possível ver um carro de polícia, um corpo e, ao que tudo indica, os investigadores responsáveis pelo caso observando o local a distância.

“Ao ver a imagem, tive a sensação de que tudo aconteceu ontem”, disse Barreras à uma emissora de televisão americana. Morto a tiros, o adolescente foi encontrado no dia 14 de agosto daquele ano próximo a trilhos de trem. De acordo com a CNN, o assassino de Kevin nunca foi encontrado.

O Google, contudo, parece estar trabalhando duro para retirar do ar a dolorosa imagem. Segundo o vice-presidente do serviço, Brian McClendon, o processo leva, em média, oito dias e a empresa teria entrado em contato com a família de Kevin para dizer que estão fazendo de tudo para acelerar a atualização.

“O Google nunca antes acelerou a substituição de imagens de satélite. Mas, por conta das circunstâncias, decidimos abrir uma exceção”, informou McClendon em comunicado oficial enviado a imprensa. Inconformado, o pai questionou objetivo do serviço. "Qual o ponto de mostrar essa foto para as pessoas?", indagou Barreras em entrevista a CNN. 

Privacidade

O caso reacendeu questionamentos acerca da privacidade das pessoas em relação ao serviço, um assunto que já é alvo de discussões de governos internacionais, como a Alemanha, por exemplo. Lá, o Google Maps oferece uma opção para que as pessoas não deixem suas casas aparecerem no serviço. 

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados