Você consegue ficar quanto tempo sem sair de um quarto? E se colocarmos mais três pessoas no cômodo, tirarmos sua internet, e te obrigarmos a trabalhar 16 horas por dia?

Acha que aguenta um mês? Pois esse é o desafio que a Nasa lançou para quatro voluntárias. O motivo? Eles estão curiosos para saber o que vai rolar.

A ideia é: quando se manda pessoas para o espaço, elas terão que ficar confinadas dentro da espaçonave por muito tempo, o melhor então é testar as possibilidades mais agressivas em solo terrestre, para entender como os astronautas podem se comportar quando estiverem flutuando pelo universo.

Para deixar tudo o mais adverso possível, o único contato externo que as participantes terão será com a central da Nasa, que responderá com um delay de até 10 minutos - o mesmo tempo que levaria para uma resposta chegar ao espaço.

O local do confinamento não é exatamente um quarto, mas é quase. Chamada de HERA, sigla em inglês para Análise de Pesquisa e Exploração Humana, a construção é um pequeno módulo espacial com três andares.

E não se engane pelo número de lances, a Nasa não revela dados específicos quanto a área do local, mas, de acordo a Universidade de Houston, HERA tem apenas 14 metros de comprimento e 7 de altura. É quase que viver dentro de um ônibus público por 30 dias.

A agência espacial americana também liberou um gif da área interna, que dá uma ideia da claustrofobia que isso pode trazer

O isolamento é uma simulação reduzida de uma missão que duraria 715 dias e teria como objetivo coletar amostras e informações sobre um asteroide próximo da Terra.

Entre as 16 horas diárias de trabalho (de segunda à sexta) estão exercícios físicos, reuniões, simulações espaciais referentes à missão e cuidar das plantas e camarões de água salgada que estarão a bordo.

Para escolher as quatro voluntárias a Nasa usou os mesmos critérios utilizados na seleção de astronautas.

Tópicos: Astronautas, Espaço, Internet, Nasa