Los Angeles - O empreendedor sul-africano Elon Musk, fundador do PayPal, da companhia espacial SpaceX e da empresa de veículos elétricos Tesla Motors, revelou nesta segunda-feira o projeto de um meio de transporte terrestre capaz de circular quase à velocidade do som propulsado por energia solar.

Este sistema revolucionário, chamado Hyperloop, apresentado apenas como um modelo teórico por enquanto, consiste em uma série de vagões que circulam encapsulados dentro de um tubo em cujo interior são geradas as condições ambientais necessárias para que o veículo se desloque a 1.220 quilômetros por hora - a barreira do som está em 1.234 km/h.

Musk anunciou sua proposta através do blog da Tesla Motors e incluiu um relatório pormenorizado de 57 páginas onde detalhou a tecnologia necessária, o funcionamento do Hyperloop, assim como os custos estimados para sua fabricação.

Segundo esse estudo, bastariam US$ 6 bilhões para construir duas linhas deste tubo, uma de ida e outra de volta, entre Los Angeles e San Francisco, uma distância de 550 quilômetros que levaria 30 minutos para ser percorrida por cada uma das 40 cápsulas com capacidade para 28 passageiros que se deslocariam por seu interior.

O número contrasta com os US$ 70 bilhões estimados para estender uma linha de trem de alta velocidade que una as principais cidades da Califórnia, um projeto que deve sair do papel em 2029.

O custo por passagem no Hyperloop seria de US$ 20, um preço muito abaixo de qualquer serviço de transporte público de longa distância nos Estados Unidos.

"O Hyperloop é a solução para o caso específico de duas cidades entre as quais há muito tráfego e que se encontram a menos de 1.500 quilômetros uma da outra", explicou Musk, que considera que para maiores distâncias a viagem supersônica em avião seria "mais rápida e barata".

Os canos do Hyperloop estariam elevados, instalados sobre pilares, com uma espécie de montanha-russa, e seu interior estaria a muito baixa pressão, o que permitiria que as cápsulas ou vagões se movimentassem suspensos no ar.

"A viagem seria muito suave", garantiu Musk, esclarecendo que a energia que alimentaria os sistemas proviria de placas solares instaladas ao longo do percurso.

Segundo as especificações de Musk, o Hyperloop é um projeto viável com a tecnologia existente, mas não está entre seus planos fabricar um protótipo em curto prazo dado seu compromisso atual com a Tesla Motors e a SpaceX.

O Hyperloop foi apresentado como "um conceito de transporte de código aberto" que está à disposição de quem queira trabalhar em seu desenvolvimento.

Tópicos: Elon Musk, Empreendedores, Energia, Energia solar, Infraestrutura, Ideias, Inovação, Tecnologia