Conheçam o Mindie, um aplicativo recém-lançado para compartilhamento de vídeos. Porém, chamá-lo apenas de mais um “vídeo app” pode não ser muito justo.

Tentando pular fora da concorrência entre Vine, Instagram e MixBit (app para criar vídeos colaborativamente), a história do Mindie é a música.

Funciona assim: você escolhe (obrigatoriamente) uma música, grava até 7 segundos de vídeo e compartilha o resultado nas redes.

Usando a API da iTunes Store, o aplicativo permite escolher qualquer música disponível dali. Essa API dá acesso aos 30 segundos de preview da Apple. O catálogo é gigantesco, incluindo exclusividades. E, pelo preview da música ser exatamente a parte principal, não é preciso editar nada, apenas gravar o vídeo.

Aqui, a faixa escolhida pelo usuário é o principal elemento para se compartilhar sentimentos e gostos, e o resultado acaba repensando o formato do vídeoclipe. Gastar quase 5 minutos assistindo aos vídeos super produzidos pode ser entretenimento, mas não é a melhor forma de descobrir novas músicas e artistas.

Seguindo um caminho diferente de ferramentas como Spotify, Deezer, Rdio, Last.fm e outras, Mindie está trabalhando para ser uma plataforma de descoberta de músicas usando o poder do vídeoclipe, reconfigurado-o a partir do contexto mobile e o trazendo mais parte do dia a dia do usuário.

Mindie App está disponível de graça para iPhone.

Tópicos: Apps, Indústria da música, Arte, Música, Entretenimento, Vídeos