São Paulo -- O LinkedIn atingiu a marca de 15 milhões de usuários no Brasil, 50% mais que um ano atrás. A notícia foi divulgada durante um evento para a imprensa em São Paulo. Em outro evento, na Califórnia, o LinkedIn anunciou novidades em seus aplicativos móveis.

Com o crescimento na base de usuários, o Brasil mantém a terceira posição entre os países com mais pessoas no LinkedIn. Fica atrás dos Estados Unidos, com 84 milhões, e da Índia, com 21 milhões. No mundo todo, são 238 milhões de usuários.

A empresa, que iniciou sua operação no Brasil há dois anos, inaugurou novo escritório em São Paulo em julho, com espaço para 60 funcionários. “Mas esse número pode dobrar. Já estamos planejando isso”, diz Osvaldo Barbosa de Oliveira, diretor geral do LinkedIn Brasil. 

Em São Francisco, na Califórnia, o CEO Jeff Weiner e sua equipe apresentaram novas versões dos aplicativos móveis do LinkedIn. 38%  dos acessos à rede social já são feitos por celulares e tablets. Weiner diz que, em 2014, serão 50%. 

Uma das novidades é a integração do LinkedIn com o app de e-mail do iPhone e do iPad. O app será capaz de exibir fotos e informações de contatos vindas da rede social.

Esse recurso, chamado LinkedIn Intro, foi desenvolvido pela equipe da Rapportive, empresa comprada no ano passado pelo LinkedIn. Ela já havia criado algo similar para o Gmail antes. 

O app do LinkedIn para iPad ganhou novo desenho. A interface foi redesenhada e agora usa gestos de deslizar o dedo pela tela para várias operações. Além disso, o app passa a exibir artigos publicados por 300 pessoas influentes como Bill Gates e Barack Obama, que já estavam disponíveis na web.

A nova versão deve ser liberada hoje na App Store (às 17h, ainda não estava disponível). O Pulse, app de notícias que o LinkedIn comprou no início do ano, também terá nova versão em breve (para Android e iOS). Esse app é dirigido principalmente aos países de língua inglesa.

Ainda como parte da investida do LinkedIn nos dispositivos móveis, a empresa lançou, na semana passada, o LinkedIn Recruiter, app para recrutamento profissional para empresas. Disponível em inglês, ele deve ganhar versão em português em breve.

Este vídeo mostra a integração do LinkedIn com o app de e-mail do iPhone:

Tópicos: Apps, iPad, Apps para iPad, Apps para iPhone, iPhone, Busca de emprego, LinkedIn, Empresas, Empresas de tecnologia, Empresas de internet, Marketing pessoal, Internet, Redes sociais