São Paulo – Combinando um design premium com uma configuração potente, a Lenovo traz a partir de hoje ao mercado brasileiro o smartphone Vibe K5. Seu corpo é revestido de alumínio e ele tem processador octa-core e 2 GB de memória RAM, um conjunto não visto no mercado nacional na faixa de preço em que o aparelho é vendido: 999 reais. 

O Vibe K5 tem tela de 5 polegadas com resolução Full HD e dois alto-falantes com tecnologia Dolby Atmos, que permite selecionar perfis sonoros para diferentes tipos de consumo de mídia (vídeos, jogos ou música, por exemplo). 

Para fotos, o K5 tem câmera traseira de 13 MP com flash LED e frontal de 5 MP. Para tirar selfies, o app de câmera pode identificar quando o usuário fizer o símbolo da letra "V" com os dedos indicador e médio para acionar a captura. Fora isso, há um recurso de embelezamento, que busca eliminar imperfeições da pele do rosto do usuário – uma função já presente em outros concorrentes, como o Redmi 2, da Xiaomi

O processador octa-core do produto é o Snapdragon 616, um dos mais recentes da Qualcomm para smartphones de desempenho intermediário. O espaço para armazenamento de arquivos e aplicativos é de 16 GB e há suporte para cartões microSD. 

Lucas Agrela/EXAME.com

Smartphone Lenovo Vibe K5

Vibe: marca vai coexistir com a Moto no Brasil

Um diferencial dos produtos da linha Moto, da antiga Motorola, que foi levado pela Lenovo ao Vibe K5 é o sistema Android livre de modificações pesadas de interface ou aplicativos pré-instalados que não podem ser removidos (que são chamados de bloatware). Com isso, o smartphone se torna uma opção de menor custo a aparelhos da linha Nexus, que não são vendidos no Brasil oficialmente, mas podem ser encontrados em sites como o Mercado Livre.  

O Vibe K5 é o segundo smartphone a chegar ao Brasil. O primeiro foi o Vibe A7010, lançado no final de 2015. 

Lucas Agrela/EXAME.com

Renato Arradi, gerente de produtos da Lenovo Brasil

Vibe K5: Renato Arradi, gerente de produtos da Lenovo Brasil, apresenta o novo smartphone

O novo smartphone está disponível a partir de hoje em lojas online somente na cor prata. Versões dourada e grafite chegarão em breve.  

Lenovo e Moto 

A Lenovo aproveitou o evento de lançamento do Vibe K5 para esclarecer que as marcas Lenovo Vibe e Moto irão coexistir no mercado nacional. Enquanto a primeira buscará levar recursos sofisticados para os consumidores, como leitores biométricos, a segunda manterá seu foco na oferta de smartphones com características "disruptivas", como uma tela inquebrável (vista no Moto X Force). 

Os produtos das duas marcas serão fabricados com complexo que a Lenovo tem em Jaguariúna, no interior de São Paulo. 

Lucas Agrela/EXAME.com

Marcela Lacerda, gerente de marketing da Lenovo Brasil

Vibe: Marcela Lacerda, gerente de marketing da Lenovo Brasil, em apresentação de novo smartphone da marca

Sobre a aquisição da Motorola pela Lenovo, Marcela Lacerda gerente de marketing da empresa para o Brasil, informou que foi uma decisão estratégica. "A Moto é uma marca muito forte nas Américas, especialmente no Brasil, onde ela é a número dois no mercado de smartphones", declarou Larceda.  

No país, a Samsung é líder de mercado com 42,9% de marketshare no último trimestre de 2015, segundo a empresa de pesquisas Counterpoint. No mesmo período, a Lenovo deteve 15,7% das vendas de smartphones, seguida pela LG, com 12,9%. 

Tópicos: Google, Android, Lenovo, Empresas chinesas, Empresas de tecnologia, Empresas, Motorola, Empresas americanas, Smartphones, Indústria eletroeletrônica