São Paulo – Um hacker de 17 anos ganha a vida verificando credenciais de cartões de crédito roubados. É isso que mostra um estudo recente da empresa de segurança digital Trend Micro. 

O jovem, que tem o apelido de "Fama", oferece o serviço chamado CheckerCC em fóruns da Deep Web, parte da internet que não aparece em resultados de pesquisas realizadas em sites como Google ou Bing. 

A companhia informa que Fama mora em São Paulo e cobra 100 reais por mês para oferecer o serviço ilegal na internet. 

De acordo com o estudo, uma pessoa pode se tornar uma criminosa digital ao fim de um curso de três meses, voltado para hackers, que custa 300 reais e ensina a roubar credenciais de cartões bancários. 

A Trend Micro diz também que o hacker promove roubo de dados por meio da tática conhecida como phishing. Ele tem uma página falsa no ar para tentar captar dados de membros de um programa de passageiros de uma companhia aérea. O jovem tem mais nove domínios falsos como esse. 

A empresa informou que Fama continua na ativa até a publicação desta reportagem. Entretanto, ele não parece se preocupar com sua presença na internet, já que utiliza seu nome real em seu perfil no Skype – porém, ele não foi revelado pela Trend Micro. 

Pequenas transações são realizadas pelo hacker para checar as credenciais de um cartão. Por isso, a companhia de segurança digital avisa que é bom ficar de olho nesse tipo de pagamento fraudulento. 

Tópicos: Bancos, Finanças, Cartões de crédito, Setor de cartões, Cartões de débito, Hackers, Internet, Segurança digital