São Paulo - Na última semana, uma nova ferramenta de buscas, específica para crianças, estreou na web. O Kiddle é um site que impede que o público infantil acesse sites inadequados para a faixa etária.

Para filtrar os resultados, ela empresta do Google a tecnologia SafeSearch - que elimina dos resultados conteúdos classificados para maiores de idade - além de filtros definidos por editores.

O principal critério para definir a ordem dos resultados é a relevância do conteúdo para as crianças. Na maioria das vezes, sites infantis aparecem no topo da página.

Os resultados seguintes correspondem a páginas que, embora não sejam infantis, são confiáveis e com linguagem acessível. O site tem interface mais colorida e amigável e exibe os resultados em letras grandes e imagens em destaque.

A ferramenta bloqueia termos como "sexo" e "drogas", mas os filtros não são à prova de falhas - alguns usuários reclamaram que o buscador exibe imagens de "nudes" de celebridades que trabalham com o público infantil e conteúdo violento contra animais.

Além disso, conforme o termo buscado, apenas páginas em inglês são exibidas, mesmo quando a palavra-chave está em português.

Tópicos: Crianças, Google, Empresas, Tecnologia da informação, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, Empresas de internet, Pesquisas