O grupo americano Google pagará 130 milhões de libras (185 milhões de dólares) em impostos atrasados no Reino Unido, após uma investigação britânica sobre artifícios fiscais, anunciou uma porta-voz da empresa.

"Chegamos a um acordo com o HMRC (serviço britânico de impostos e alfândega) sobre um novo plano para nossos impostos no Reino Unido e vamos pagar 130 milhões de libras para cobrir os juros desde 2005", disse a porta-voz.

A decisão foi anunciada após uma investigação de seis anos do fisco britânico, em resposta à polêmica sobre os poucos impostos pagos pelas multinacionais que operam no Reino Unido e têm sede em outro país.

Em uma mensagem no Twitter, o ministro britânico das Finanças, George Osborne, comemorou neste sábado o acordo: "o valor dos impostos do #Google é uma vitória na ação que iniciamos (...) Agora, esperamos que outras empresas paguem sua parte".

"Queremos que as empresas triunfem no Reino Unido, mas têm que pagar seus impostos", completou em uma segunda mensagem.

Google é uma das multinacionais do setor de alta tecnologia vigiadas pelas autoridades europeias por suas práticas de "otimização" fiscal.

Tópicos: Google, Empresas, Tecnologia da informação, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, Empresas de internet, Impostos, Leão, Europa, Reino Unido, Países ricos