São Paulo – Uma das promessas dos relógios inteligentes é permitir o acompanhamento da saúde e de atividades físicas. Alguns relógios são equipados com GPS para registrar corridas e caminhadas. Outros são equipados com medidores de batimentos cardíacos.

Mas como usar essas informações? O especialista em desenvolvimento de apps de fitness e saúde do Google, Luiz Gustavo Martins, passou algumas dicas a EXAME.com. O brasileiro trabalha no escritório da empresa em Londres, capital da Inglaterra.

Veja a seguir os aplicativos escolhidos por Martins para quem quer acompanhar a saúde usando um relógio inteligente.

Google Fit

O primeiro é aplicativo desenvolvido pelo próprio Google. Ele funciona de forma automática, medindo a movimentação do usuário ao longo do dia, no smartphone. Mas a integração com o relógio traz novas possibilidades.

Ele conta repetições de exercícios, como flexões de braço, abdominais ou agachamentos. O app também gera relatórios com comparações diárias ou semanais. Assim, é possível avaliar quando você se sai melhor e no que é preciso investir um pouco mais de tempo”, explica Martins.

O Google Fit está disponível somente para Android e pode ser baixado de graça.

Cardiógrafo

Para aproveitar bem o recurso de medição de batimentos cardíacos, Martins sugere o app Cardiógrafo. Ele pode ser usado para medição durante atividades físicas ou para pessoas que estão com necessidades especiais, como gestantes. O app pode disponibilizar os batimentos cardíacos em um histórico.

O Cardiógrafo está disponível para Android (de graça) e iOS (por 1,99 dólar).

Lifesum

Não só com exercícios físicos um relógio inteligente pode ajudar, segundo Martins. Outra opção de uso é para registrara as refeições. O Lifesum faz esse papel. O usuário pode inserir quanto comeu no relógio para manter um acompanhamento de calorias. O app ainda leva em consideração o peso, altura e idade do usuário. Os registros podem ser feitos diretamente do relógio.

O Lifesum está disponível para Android e iOS e pode ser baixado de graça.

Runtastic

Quem já tem um condicionamento físico mais em dia pode passar das caminhadas para as corridas. O Runtastic é um dos apps para o registro desse tipo de atividade. “Utilizando o smartwatch ao correr, o usuário confere em tempo real a duração da corrida, o número de calorias gastas e a velocidade”, afirma Martins.

O Runtastic está disponível para Android, iOS e Windows Phone (neste, sem suporte para relógios inteligentes). Ele pode ser baixado de graça.

Exercise Tracker: Wear Fitness

Se a ideia é ganhar músculos, um relógio inteligente também pode ajudar. A sugestão de Martins é o app Exercise Tracker: Wear Fitness. “O usuário pode programar diversas séries de treino diretamente no seu relógio, que irá mensurar, dependendo do smartwatch, o número de calorias gastas, passos dados e a frequência cardíaca.”

O app está disponível de graça para Android e iOS.

Sleep as Android

Outra função que os relógios inteligentes podem realizar é de analisar o sono do usuário. A dica de Martins é para o app Sleep as Android. Algo legal do app é que ele é capaz de identificar o melhor momento para soar o alarme durante a manhã. “Ele ainda permite que se saiba se você está roncando e se seu sono está tendo a qualidade que deveria ter”, explica Martins.

O Sleep as Android está disponível, de graça, somente para Android.

Tópicos: Google, Android, Apps, Empresas, Tecnologia da informação, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, Empresas de internet, Relógios inteligentes, Saúde