Pesquisas relacionadas à saúde, como informações sobre doenças e sintomas, respondem por 5% do volume de buscas do Google.

Mas, embora o hábito seja comum, são poucas as garantias de credibilidade e qualidade do conteúdo disponibilizado na internet.

Atentos e cientes disso, o Einstein e o Google lançaram um novo serviço ao usuário de buscas: quadros com informações de saúde revisados pelo hospital.

Agora, ao buscar pelas principais doenças e sintomas o usuário receberá no topo do resultado de busca um quadro com informações.

Os quadros estrearam nos Estados Unidos, em inglês, em setembro de 2015. Em fevereiro deste ano eles ganharam uma versão em espanhol.

O Brasil é o segundo país a receber o serviço e o projeto foi concebido no escritório de engenharia que o Google mantém em Belo Horizonte.

"Tudo começou quando estudávamos buscas sobre saúde, que somam 5% de todas as buscas feitas. Percebemos que, frequentemente, o material disponível na internet se focava em quadros mais graves e mais raros, deixando de lado os mais comuns e, portanto, mais prováveis de atender à dúvida do usuário", conta o engenheiro Frederico Quintão, do Google.

Os novos resultados já começaram a aparecer aos usuários do Google progressivamente. A implementação completa pode durar alguns dias.

Tópicos: Google, Empresas, Tecnologia da informação, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, Empresas de internet, Hospital Albert Einstein, Setor de saúde, Saúde