Aguarde...

Smartphones | 21/03/2012 14:06

Galaxy S III pode ser o Android mais potente

Executivo da Samsung teria confirmado o processador quad-core com clock de 1,5 GHz

Cauã Taborda, de

Divulgação

Galaxy S II, da Samsung

Galaxy S II foi, por muito tempo, considerado o mais forte celular equipado com Android

São Paulo - Durante muito tempo o Galaxy S II foi considerado o aparelho mais forte equipado com o sistema operacional Android, do Google. Com a nova geração de aparelhos recebendo concorrentes de peso, com chips quad-core, NFC e outros truques, será que a Samsung estaria pronta para assumir novamente a liderança? Segundo os rumores, isso seria possível.

Dentre os absurdos e brincadeiras, como vimos no novo iPad, os palpites de especialistas e fontes internas desse ou daquele veículo dão alguns indícios bastante concretos. O principal deles foi noticiado pelo Korea Times. Um executivo da Samsung teria confirmado o processador quad-core Exynos, com clock de 1,5 GHz e suporte a redes 4G e WCDMA.

Outro rumor, gerado por uma foto enviada ao Picasa, traz uma imagem registrada por um aparelho Samsung, nomeado de GT-I9300 e com resolução de 8 megapixels. Outra vertente aposta em algo menos modesto, já que o Galaxy SII possui a mesma resolução.

O DDaily tratou de pegar carona nas especulações e publicou dados de outra fonte misteriosa, revelando uma estação de recarga sem fio. Os módulos de recarga sem fios já não são uma novidade, mas sua adoção é mais lenta que o esperado. A diferença, ou pegadinha, pode estar relacionada à distância necessária para a troca de carga entre aparelho e estação, que poderia variar de 1 a 2 metros.

Por último, uma suposta imagem da empresa de relações públicas Weber Shandwick, que já trabalhou com a Samsung no passado, traz uma imagem não muito esclarecedora. Para acompanhar a especulação, a Samsung estaria preparando um lançamento em Londres no dia 22 de maio.

De fato, a Samsung deve gastar toda sua munição. O HTC One X, equipado com um processador quad-core pode fazer frente ao novo lançamento, principalmente se a Samsung adotar uma estratégia similar à do Galaxy Note, com um processador mais forte que a geração anterior, mas dual-core.

Nos resta aguardar os novos rumores (sim, eles devem continuar) e o posicionamento oficial da Samsung.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados