Um computador de forma esférica que custa 79 dólares e não precisa de conexão com a Internet para executar várias funções e aplicativos foi apresentado nesta sexta-feira, em Las Vegas, pela companhia Endless.

O equipamento visa especialmente os mercados dos países emergentes, pois permite conexão com a Web a pessoas de baixa renda que vivem em regiões com acesso difícil à Internet.

"A ideia é que seja útil, com pleno acesso à Internet, com uma conexão limitada ou até sem a presença de rede disponível", assinalou o CEO da Endless, Matt Dalio, na feira de eletrônica de Las Vegas.

"Ele vem amplamente carregado", acrescentou Dalio, que citou entre os programas uma versão reduzida do Wikipedia e centenas de vídeos de cursos on-line da organização educativa sem fins lucrativos Khan Academy.

O computador não dispõe de tela, o que exige que seja ligado a uma TV, de qualquer tipo.

O projeto é inspirado no One Laptop Per Child (OLPC), lançado há uma década por Nicholas Negroponte para colocar ao alcance de qualquer criança do mundo um computador básico.

O objetivo do OLPC era desenvolver um computador ao preço de 100 dólares, mas ao final este valor se duplicou.

"Estamos aprendendo com o que já fizeram, o que deu certo e o que não deu", disse Dalio, acrescentando que no lugar de dar computadores aos menos favorecidos a Endless tenta baixar os preços" para que tenham acesso ao produto.

"As barreiras eram o custo e a conectividade", acrescentou Dalio, enquanto exibia um dos pequenos computadores.

O problema da conectividade foi superado com o armazenamento de vários programas, que são atualizados quando há conexão.

Um modelo maior e mais potente será vendido por 189 dólares. Os computadores funcionam com o sistema operacional Linux, com uma interface do usuário simplificada.

Tópicos: Computadores, Internet, Países emergentes