São Paulo – Apesar do mercado de computadores ter apresentado redução de 36% no ano passado, os notebooks de luxo tiveram crescimento no Brasil, segundo dados da consultoria IDC. 

Os computadores portáteis com preço igual ou superior a 4.000 reais representaram 15% do total de notebooks vendidos em 2015, de acordo com o Brazil PC Tracker 2015Q4, da IDC. No ano anterior, o número era de 3%.  

Segundo análise da consultoria, isso reflete uma mudança no comportamento do consumidor brasileiro, que passou a procurar produtos mais sofisticados nesse segmento. A IDC também prevê que o setor continue a crescer, apesar da projeção de diminuição de vendas de 18% de PCs para 2016. 

Ao longo de 2015, empresas como Apple, Asus, Dell, Lenovo e Vaio lançaram notebooks com preços altos e configurações de hardware acima da média. 

A Vaio, por exemplo, que voltou ao Brasil representada pela Positivo Informática após a venda de sua marca para um fundo de investimentos japonês (ou seja, ela não é mais uma divisão da Sony), lançou o modelo chamado Fit 15F, que tem tela de 15,6 polegadas com resolução HD; de 4 GB a 8 GB de memória RAM; e processador Intel Core de quinta geração (mais recente no momento). Os preços do aparelho vão de 3.300 reais a 5.000 reais.  

Vale notar que o ano de 2015 também foi quando o governo optou pelo fim dos benefícios fiscais da Lei do Bem, que tornaram a produção mais cara para as fabricantes e os produtos mais caros para os consumidores. A IDC estima que o aumento de preços será de, no mínimo, 10% neste ano em relação ano passado.  

Tópicos: Computadores, IDC, Notebooks