São Paulo - Sabe aquelas perguntas que constantemente ouvimos: "Quais músicas novas você têm escutado?", "Que músicas você curte?"?

Agora, uma nova rede social promete refletir o DNA de quem é apaixonado por música.

Trata-se do SoundShare, um centro de conexão musical, que permite aos usuários e seus amigos dividirem suas afinidades e descobertas, compartilhando o que amam ouvir, o que ousam criar e até cantar.

O aplicativo funciona apenas em iOS e já está disponível na App Store. Nele, o internauta pode seguir e ser seguido e as faixas que ele e os amigos ouvem no aparelho são automaticamente postadas no app.

Recentemente o app passou a ter acesso limitado, somente para convidados. Quem ainda não recebeu de um amigo a senha secreta, pode tentar obter um acesso enviando uma mensagem para a equipe através das páginas do Instagram ou do Facebook.

Como ele funciona?

Primeiro, é preciso fazer o cadastro ou utilizar uma conta do Facebook e atrelar os dois serviços.

Depois, ao fazer login, é apresentado um tutorial com alguns dos destaques do programa e suas funções.

Na rede social, o usuário pode escolher o que quer escutar e quando a música começar a tocar, ela será compartilhada automaticamente com seus amigos.

Caso queira, o internauta pode alterar as preferências de privacidade.

O aplicativo permite ainda que a pessoa curta, comente, pré-visualize, compre e até mesmo assista ao clipe da música.

Além disso, é possível ainda compartilhar músicas favoritas no Facebook, Twitter e Instagram apertando ícones no Player.

Um detalhe importante é que o usuário pode escutar as músicas dos amigos com o toque no ícone de "play", já que o SoundShare busca a canção no SoundCloud e a transmite por inteiro.

Outro diferencial não só para quem curte música, mas para quem faz música, é a possibilidade de compartilhar seu talento.

Na função "O que eu canto", músicos profissionais, ou até mesmo aqueles que só cantam no chuveiro, podem compartilhar suas músicas autorais e divulgar seu trabalho para os amigos.

Tópicos: Adnews, Apps, Indústria da música, Arte, Música, Entretenimento, Internet, Redes sociais