São Paulo – A nona edição da Campus Party Brasil começou hoje, em São Paulo, oferecendo internet banda larga de 40 Gbps, 10 Gbps a menos do que no ano passado. 

O evento tecnológico, que recebe 8 mil campuseiros e 120 mil visitantes entre hoje e o próximo domingo, teve uma troca de patrocínio: saiu a Vivo e entraram TIM e Telebras – esta última é que fornece a internet aos participantes. Além de patrocinadora oficial, a Vivo também era responsável pela banda larga nas edições anteriores.

A internet ainda é um dos atrativos da Campus Party, que recebe público de diversos pontos do país. Apesar da banda de internet do evento ter menos largura do que em 2015, a organização promete que a infraestrutura de internet será "tão ou mais rápida do que nos anos anteriores".

A Campus Party deste ano contará 700 horas de conteúdos para os campuseiros, ou seja, 100 horas a mais do que no ano passado. Em meio a palestras e atividades voltadas ao empreendedorismo tecnológico, também participam personalidades como Eugene Chereshnev, Marie Cosnard, Neil Harbisson, Thaisa Storchi Bergmann, Grant Imahara e Dado Scneider. 

A organização do evento informou que diminuiu a altura dos palcos e que reduziu o tempo das palestras para até 30 minutos, deixando mais tempo para que os participantes façam perguntas e conversem com os palestrantes. 

O tema do encontro tecnológico deste ano é "Feel the Future" ("Sinta o Futuro"). Com isso, a ideia da organização foi oferecer uma série de áreas de discussão sobre assuntos como o futuro do trabalho, robótica e as implicações do streaming de vídeos, músicas e jogos.

Todas as palestras da Campus Party podem ser acompanhadas ao vivo ou vistas mais tarde no site Campuse.ro

Brasília

A Campus Party terá uma edição em Brasília no segundo semestre de 2017. O evento trará discussões sobre trabalho e educação no futuro e dados abertos e transparência. 

A organização do evento anunciou também que outras cidades brasileiras ganharão, em breve, edições especiais do encontro que se auto-intitula "a maior experiência tecnológica do mundo". Além do Brasil, a Campus Party acontece na Inglaterra, Alemanha, Colômbia, México, Equador e El Salvador. 

Tópicos: Campus Party, São Paulo, Cidades brasileiras, Metrópoles globais, Tecnologia