São Paulo – Um asteroide de 30 metros de diâmetro passará "de raspão" pela Terra no dia 5 março deste ano. 

Chamado 2013 TX68, ele estará a uma distância entre 14 milhões e 17 mil quilômetros do nosso planeta, o que é mais próximo do que a órbita de satélites geoestacionários.

O asteroide é observado há apenas alguns anos, por isso a incerteza quanto à distância que ele estará da Terra no começo do mês que vem. 

Não há chance de colisão nesta passagem do asteroide, segundo a Nasa

Já em 28 de setembro de 2017, o mesmo asteroide passará novamente perto do nosso planeta e terá uma chance em 250 milhões de atingi-lo. Isso ainda é pouco para gerar preocupação. Para efeito de comparação, uma pessoa que aposta na Mega-Sena com seis números tem uma chance de ganhar em 50 milhões.

Nas passagens do asteroide previstas para 2046 e 2097, as probabilidades de impacto com o planeta são ainda menores.

Em fevereiro de 2013, um meteorito menor atingiu a cidade de Chelyabinsk, na Rússia, deixando 1.491 feridos e 720 estruturas abaladas.

Se o 2013 TX68 entrasse na atmosfera terrestre, ele produziria uma rajada de vento quase duas vezes mais forte do que a do meteoro de Chelyabinsk – e potencialmente mais danos.

Atualização 19h 19/02/2016: A reportagem informava que a distância de passagem do meteoro era de 14 milhões a 17 milhões de quilômetros. Na verdade, a distância é de 14 milhões a 17 mil quilômetros. O texto foi alterado. 

Tópicos: Asteroides, Ciência, Astronomia, Espaço, Planeta Terra, Planetas