São Paulo – O americano Donald LeBuhn, que no começo do ano entrou com um processo contra a Apple reclamando da fragilidade do vidro usado na tela do iPhone 4, pode ter feito um favor aos usuários do smartphone ao redor do planeta. De acordo com o site especializado em monitorar as patentes registradas pela maçã, o Patently Apple, a empresa parece ter ouvido o clamor do público e desenvolveu uma espécie de air-bag (isso mesmo) para proteger a tela dos gadgets.

Faz parte do registro da patente uma camada, cujo material ainda não foi definido pela Apple, e um sensor. Alocada entre o corpo do aparelho e o vidro, quando detectado o choque, o material automaticamente infla para proteger a tela.

Para entender melhor o funcionamento, é só relembrar o recente episódio do paraquedista Jerrod McKinney. O americano se esqueceu de fechar o zíper do bolso da jaqueta e saltou de uma altura de 4 mil metros. O aparelho obviamente caiu do bolso e o americano só deu por falta dele já em solo. Graças ao aplicativo Buscar Meu iPhone, ele consegui encontrar o telefone que surpreendentemente ainda funcionava. Já a tela não resistiu à queda e espatifou-se com o choque.

Nem todos tem a sorte de outro paraquedista - que ao contrário de McKinney, encontrou seu telefone no chão com a tela intacta, então suponha que o iPhone da tela esmigalhada, fosse equipado com o mini airbag. No momento em que o sensor detectasse o encontro do aparelho com o chão, a proteção teria sido ativada e o paraquedista provavelmente não teria que arcar com os custos de um novo telefone.

A inventividade da ideia pode ser ofuscada, entretanto, pela agilidade da nova grande concorrente da Apple, ao menos no mercado de tablets. A Amazon registrou, em agosto, uma patente de um sistema que tem funcionamento mais parecido ao do air-bag para carros. Porém, ao invés de funcionar entre as camadas do aparelho, envolve o produto como uma almofada.

Tópicos: Amazon, Empresas, Comércio, Empresas americanas, Empresas de internet, Lojas online, Apple, Tecnologia da informação, Empresas de tecnologia, iPad, Tablets, iPhone e iPad, iPhone, Smartphones, Celulares, iPod