São Paulo – Se você fecha seus aplicativos no iPhone com a esperança de que a bateria do dispositivo dure mais, você pode parar de fazer isso agora. Craig Federighi, chefe do iOS, declarou que desligar os apps para melhorar o desempenho do celular não passa de um mito.

Segundo o site 9to5 Mac, Federighi estava respondendo um e-mail enviado por um cliente da Apple para Tim Cook quando comentou sobre o assunto. O consumidor fez o seguinte questionamento: “você fecha seus apps do iOS frequentemente e isso é necessário para a sua bateria?”.

Em resposta, o chefe do sistema operacional da Apple disse de forma sucinta (“Não e não”) que desligar os aplicativos não mudará em nada o poder da bateria do iPhone.

Apesar de ser a primeira vez que um executivo da empresa fala sobre o mito, o site oficial da Apple já afirmou que "geralmente, não é necessário forçar o encerramento de um app se ele parar de responder".

Aliás, também no site, a empresa já explicou que quando o usuário pressiona o botão de Início duas vezes, os apps que são exibidos não estão abertos. "Eles estão em um modo de espera eficiente para ajudá-lo a navegar e realizar várias tarefas".

Porém, existe uma teoria de que, na realidade, fechar os apps do iPhone pode prejudicar a bateria do aparelho. Quem afirmou isso foi Scotty Loveless, um ex-técnico do Genius Bar, o local onde fica o suporte técnico das lojas da Apple, em seu blog. 

Segundo Loveless, o ato de fechar e abrir um app utiliza mais bateria, pois ele precisa ser carregado novamente. Além disso, o iOS fecha automaticamente os aplicativos caso ele precise usar mais memória. "Então, você está fazendo algo que o seu iPhone já faz para você".

Tópicos: Apple, Empresas, Tecnologia da informação, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, iPhone, Smartphones, Celulares, iPhone e iPad, Tecnologia