São Paulo – Usar o notebook fora de casa é uma prática comum, porém, arriscada para os seus dados pessoais e arquivos. Quem viaja nas férias e leva o computador para cuidar de coisas do trabalho ou para entretenimento, deve tomar algumas medidas de segurança. EXAME.com reúniu dicas da AVG e da Samsung que ajudam a usar o notebook com tranqulidade.

Use senha no notebook

Lembrar-se de muitas senhas é algo que se torna cada dia mais difícil no dia a dia.

Mas a AVG Technologies ensina uma técnica interessante de criar uma senha forte que pode ser usada em vários serviços online. 

O processo começa com a escolha de três palavras aleatórias, como raio, âncora e planeta. Colocando-as juntas e incluindo letras maiúsculas, um símbolo e um número, obtemos algo assim Raio!ancorAplaneta4. 

Com isso em mãos, altere algum trecho da senha com uma sigla que esteja relacionada ao serviço que você vai usar com ela, como Raio!ancorAplaneta4FB, no caso do Facebook.

Os notebooks da Samsung contam com um recurso para senhas chamado Touchpad Logon. Ele permite que o usuário desbloqueie o aparelho utilizando um desenho em uma matriz de pontos, como em um smartphone Android. 

"Mesmo que a tela não seja touchscreen, você pode usar o touchpad para fazer o desenho e acessar o seu notebook", disse Luciano Beraldo, gerente de produto da divisão de notebooks da Samsung Brasil. O recurso está disponível somente nas linhas de notebooks da Samsung de 2015, ou seja, Essentials, Expert e Style.

Diminua o brilho da tela

Se você está em um voo ou em um restaurante, diminuir o brilho da tela é uma boa ideia. Isso evita que outra pessoa veja o que você está fazendo no notebook e pode até mesmo impedir que ela veja qual é o seu login em um serviço online. 

Cuidado com o Wi-Fi

Um cuidado básico é necessário na hora de se conectar a uma rede: escolher se o Wi-Fi o qual você acessará é doméstico ou público. É nessa hora que um notebook com Windows determina se vai ou não compartilhar pastas e arquivos na rede. 

"É importante dar a resposta correta. Em casa, a gente acessa impressora e outros aparelhos. Na rua, a gente normalmente não faz isso, então, não tem por que habilitar esse recurso", afirmou Beraldo.

De acordo com a AVG, quem usa a rede de um estabelecimento comercial está sujeito ao monitoramento da sua navegação, o que pode resultar em dados que a empresa usaria para analisar os hábitos de compra dos consumidores. Transações bancárias não devem ser realizadas em redes Wi-Fi públicas. 

Câmera e microfone

Uma técnica maliciosa chamada clickjacking pode ser usada para enganar e monitorar internautas em uma rede pública (ou mesmo em uma privada). Ela consiste na manipulação da renderização de um site para que o prompt de permissão do Flash fique invisível. Com isso, o usuário é enganado para autorizar o que seria um complemento de navegador, mas, na verdade, concede acesso à webcam do notebook para um hacker mal intencionado É possível desabilitar a webcam e o microfone do aparelho. Ou então você pode usar um protetor para a câmera do computador, como este vendido na Amazon. 

Os notebooks da Samsung contam com uma opção interessante para esse tipo de risco: um atalho de teclado que desliga as duas ferramentas ao mesmo tempo na Bios da máquina.

"Com um vírus ou malware, alguma pessoa pode estar ouvindo você ou tirando fotos sem que você perceba. O atalho nos notebooks da Samsung que resolve isso é o Fn+F11. Para voltar a habilitar esses recursos, a pessoa precisa estar fisicamente na frente do notebook", finaliza Beraldo.

Tópicos: Notebooks, Segurança digital