Aguarde...

Atraso | 24/02/2012 15:26

3G da Nextel chega ao Brasil só no final de 2012

Steve Dussek revelou que problemas na construção dos sites e atrasos na entrega de equipamentos e na implantação da rede atrasaram o cronograma de lançamento da tele

Letícia Cordeiro, do

Divulgação

Novo logotipo da Nextel

Apenas o Peru, que completa a lista dos quatro mercados em que a Nextel adquiriu licenças de 3G, já tem a nova rede em operação comercial

São Paulo - A construção das redes 3G da Nextel atrasou e a tele foi forçada a refazer o cronograma de lançamentos comerciais dos novos serviços no Chile, México e Brasil.

Em teleconferência para tratar dos resultados financeiros de 2011 da NII Holdings, o CEO da controladora da Nextel, Steve Dussek, revelou que problemas na construção dos sites e atrasos na entrega de equipamentos e na implantação da rede atrasaram o cronograma de lançamento da tele.

“Agora esperamos lançar a operação 3G de voz e dados no Chile em meados de 2012; no terceiro trimestre devemos começar uma operação em ampla escala em alguns mercados-chave do México; e no Brasil nossa previsão é apenas para o final do ano”, detalha Dussek.

Apenas o Peru, que completa a lista dos quatro mercados em que a Nextel adquiriu licenças de 3G, já tem a nova rede em operação comercial, lançada no final de 2011 com serviços de voz, dados e o que chamam de high performance push-to-talk (HP-PTT), o serviço de radiochamadas sobre a rede WCDMA que promete a mesma qualidade do conhecido PTT sobre a rede iDEN da Nextel.

Dussek fez questão de salientar que os atrasos não refletem de forma alguma qualquer problema de tecnologia. “Os atrasos têm razões de natureza não-tecnológica, na fase de construção das redes. 

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados