São Paulo - O investimento de gigantes como Google e Facebook em realidade virtual já é há algum tempo um forte indício de que a tendência veio para ficar no mundo tecnologia e que é tendência é vê-la sendo aplicada cada vez mais no nosso cotidiano.

Mais uma prova disso é a inauguração do primeiro cinema em VR do mundo, em Amsterdã, na Holanda.

Em uma evolução significativa do já tradicional cinema 3D, a aposta é criar uma experiência ainda mais imersiva para o espectador.

Para isso, durante a exibição de um filme produzido com recursos 360º cada visitante do cinema recebe um um par de óculos Samsung Gear VR e fones de ouvido Seinheiser HD 201.

Assim como já acontece com os dispositivos como Oculus Rift, do Facebook, e o Cardboard, a versão do Gogole, a pessoa os coloca e pode ter uma visão dinâmica de diversos ângulos do vídeo.

O VR cinema é a versão definitiva de algumas experiências já testadas por temporadas em cidades da Europa, que deve ser expandido para outros locais, segundo a empresa responsável por sua criação.

O valor cobrado para experimentar a "sessão da realidade", que dura aproximadamente 35 minutos, é de € 12,50 (pouco mais de R$ 50) e os ingressos são vendidos através do site do VR Cinema.

Tópicos: Cinema, Setores, Arte, Entretenimento, Holanda, Europa, Países ricos, Tecnologia