Morre astrônomo que descobriu cometa alvo da missão Rosetta

Klim Churyumov morreu repentinamente aos 79 anos.

Kiev — O astrônomo ucraniano Klim Churyumov, um dos dois descobridores do cometa que foi o destino da bem-sucedida missão espacial europeia Rosetta, morreu ontem aos 79 anos, informaram neste domingo veículos de imprensa locais.

O cientista, diretor do Planetário de Kiev e presidente da Sociedade Ucraniana de Amantes da Astronomia, morreu repentinamente, por causas ainda desconhecidas, quando viajava para a cidade de Kharkiv, no nordeste do país.

Em 1969, enquanto analisava fotografias do cometa 32P/Comas Solà capturadas pela astrônoma ucraniana Svetlana Gerasimenko, Churyumov descobriu um novo cometa, que batizou de 67P Churyumov-Gerasimenko.

A morte do astrônomo ucraniano acontece duas semanas depois que a missão Rosetta concluiu com sucesso com o impacto controlado da sonda sobre a superfície do núcleo do cometa, uma massa de gelo, rocha e pó de 10 bilhões de toneladas e com 25 quilômetros cúbicos de volume.

A missão Rossetta, na qual participaram mais de 50 empresas de 14 países europeus, começou em 2 de março de 2004 e percorreu 6,4 bilhões de quilômetros até chegar ao cometa em agosto de 2014.