Máquinas terão inteligência humana em 2029, diz diretor do Google

Ray Kurzweil acertou 86% de suas previsões feitas nos anos 1990

São Paulo – Ray Kurzweil é diretor de engenharia no Google e também é um futurista reconhecido. Sua aposta mais recente é quando as máquinas terão o nível de inteligência humana: em 2029. A previsão foi feita durante seu discurso no festival de cultura e tecnologia South by Southwest, nos Estados Unidos.

Apesar da inteligência artificial do Google ter se mostrado agressiva recentemente, Kurzweil não acredita que ela vai dominar a humanidade, ao contrário de grandes nomes da tecnologia e da física teórica, como Elon Musk e Stephen Hawking. 

Sua visão sobre a inteligência artificial é mais otimista: ela nos transformará em seres humanos melhores, mais inteligentes e capazes de realizar tarefas que hoje não conseguimos por conta própria.

Ele acredita que na década de 2030 será possível que conectemos o neoórtex à nuvem. Com isso, nossa capacidade de pensar funcionará aliada ao poder das máquinas.

“Seremos capazes de atender às necessidades físicas de todos os humanos. Vamos expandir nossas mentes e também exemplificar as qualidades artísticas que valorizamos em nós”, declarou o executivo do Google.

Máquinas: inteligência artificial não deve se voltar contra humanos (Eu, Robô/Reprodução)

Como lembra o Science Alert, a previsão de Kurzweil para que as máquinas fiquem mais inteligentes do que os humanos (evento chamado de singularidade) é quase 20 anos antes do que Masayoshi Son, CEO Softbank, afirmou. Ele acredita que isso só acontecerá em 2047.

Entretanto, Kurzweil fez 147 previsões nos anos 1990 e sua taxa de acerto foi de 86%.

Certa vez, Larry Page, cofundador do Google, disse à Wired que sua empresa constrói não apenas uma simples ferramenta de buscas eficiente. “Oh, o que estamos fazendo na verdade é uma inteligência artificial”, declarou Page.

Como indica o Futurism, o lado bom é que o Google pode nos ajudará a poupar tempo e energia na realização de tarefas corriqueiras. Porém, o risco disso é que o Google domina o mercado global de buscas na internet atualmente, o que pode resultar em um monopólio de inteligência artificial em 2030.

Veja a entrevista Kurzweil no SXSW na íntegra a seguir, em inglês.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s