Maduro assina decreto que fixa preços de veículos na Venezuela

As medidas são parte dos poderes especiais atribuídos a Maduro para combater o que ele chama de 'guerra econômica'.

O presidente Nicolás Maduro assinou na noite de terça-feira (3) o decreto que fixa os preços dos automóveis na Venezuela e com o qual o governo passa a supervisionar a produção.

As medidas são parte dos poderes especiais atribuídos a Maduro para combater o que ele chama de “guerra econômica”.

“Estamos estabelecendo a proibição de especular com veículos usados a preços superiores de veículos novos. Tanto produzidos aqui como importados”, afirmou o presidente.

Na Venezuela, os veículos usados costumam superar o preço dos novos pela baixa produção, segundo empresários do setor, que reclamam que os dólares concedidos pelo governo para importação são insuficientes.

“Estamos atuando com muita clareza para que se avance na produção, para que se coloque o preço do produto justo do carro”, afirmou o presidente.

O decreto, assinado poucos dias antes das eleições municipais de 8 de dezembro, contempla que os particulares – muitos que compram carros como investimento ou proteção da inflação – vendam seus carros no limite das normas estabelecidas.

Outra medida é que as montadoras deverão reportar aos ministérios da Indústria e Comércio a produção semanal e as necessidades para manter e ampliar os resultados.

Maduro também assinou um decreto que permite aos venezuelanos abrir contas em dólares no país para adquirir carros no exterior durante os próximos seis meses, uma medida que será detalhada nos próximos dias.