Japão trabalha em vírus para defesa cibernética

Arma digital seria capaz de identificar e desabilitar ameaças

São Paulo – A companhia japonesa Fujitsu está trabalhando no desenvolvimento de um tipo de vírus de computador capaz de identificar e desabilitar ameaças virtuais, de acordo com informações do jornal Yomiuri Shimbun publicadas nesta quarta-feira. O diário aponta que o projeto, avaliado em 2,32 milhões de dólares, foi encomendado pelo Ministério de Defesa japonês em 2008.

O vírus, supervisionado pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento, tem como função principal atuar na defesa dos sistemas vitais para o Japão – como transporte e energia, por exemplo. Ao entrar em ação, o programa procura as origens do ataque e prepara um contra-ataque capaz de desativar os servidores inimigos.

A estratégia parece boa, mas tem uma falha: muitos invasores utilizam servidores de terceiros para realizar suas investidas. Nesse caso, o vírus pode desabilitar sistemas de uma empresa que não faz a mínima ideia de que suas máquinas estão sendo utilizadas em um ataque. Segundo o jornal, a Fujitsu não quis falar sobre o projeto.