Inteligência artificial pôs à prova psicografia de Chico Xavier

Fé à parte, o médium brasileiro era um fenômeno mesmo

Francisco Cândido Xavier morreu há 15 anos, deixando para trás mais de 412 livros escritos. Mas ele sempre rejeitou a autoria de todos: a obra seria inteira psicografada, ditada diretamente de espíritos que falavam ao médium.

Com o aniversário de falecimento do líder espírita, uma empresa brasileira resolveu investigar a obra de Chico usando inteligência artificial. Ao longo da vida, ele psicografou livros de vários autores diferentes. A ideia era usar todo o poder de computação para responder duas perguntas: esse autores têm cada um seu estilo próprio? Eles são suficientemente diferentes entre si?

A Stilingue, uma empresa que trabalha com análise de textos via inteligência artificial para “resumir a internet”, encontrando tendências nas redes sociais, resolveu testar como as obras psicografadas seriam analisadas por uma técnica de aprendizado de máquinas chamada Deep Learning.

 

A partir de grandes quantidades de dados, o computador aprende a criar relações entre eles, sem precisar aprender, por exemplo, o que é um verbo, um adjetivo, um substantivo. Se fosse reconstruir a Bíblia, o computador logo ia aprender que precisa colocar um número antes de cada frase, porque o livro é estruturado em versículos.

A mesma técnica também já foi usada para recriar Shakespeare. Depois de ler milhões de caracteres do dramaturgo, o computador era capaz de escrever sozinho “imitando” o estilo do inglês, sem nunca ter passado por uma aula de literatura. Nem sempre as frases fazem total sentido, mas os tempos verbais e a mania de criar palavras novas mudando o final delas ficam reproduzidos, igualzinho.

No caso de Chico Xavier, o estudo da Stilingue selecionou três dos principais autores psicografados pelo médium: Emmanuel, André Luiz e Humberto de Campos.

Para “alimentar” a rede neural artificial, eles selecionaram três livros de cada autor – que precisam ser enormes, porque a técnica deep learning exige, no mínimo, um milhão de caracteres por autor conseguir aprender com sucesso. “No caso de Humberto de Campos, sentimos um pouco de falta de mais material. Ele é um autor mais desafiador porque escrevia diferentes tipos de texto [contos, anedotas e poesias]”, explica Milton Stiilpen Jr., fundador da Stilingue.

Devidamente treinado, o computador começou a reproduzir os textos. André Luiz, por exemplo, tinha o hábito de colocar falas espaçadas entre blocos de texto maiores, ao invés de criar longos blocos de diálogos.

André Luiz: entidade espírita vs. bot

Este primeiro texto foi psicografado por Chico Xavier

Os encarnados presentes viam tão-somente o corpo de Otávia, dominado pelo sacerdote que lhes era invisível, quase a rebentar-se de soluços atrozes, mas nós víıamos além. A nobre senhora desencarnada postou-se ao lado do filho e começou a beijá-lo, em lágrimas de reconhecimento e amor. Pranto copioso identificava-os. Cobrando forças novas, a genitora continuou:

– Perdoe-me, filho querido, se noutra época induzi o seu coração à responsabilidade eclesiástica, modificando o curso de suas tendências. Suas lutas de agora me atingem a alma angustiada. Seja forte, Marinho, e ajude-me! Desvencilhe-se dos maus companheiros! Não vale rebelar-se. Nunca fugiremos à lei do Eterno! Onde você estiver, a voz divina se fará ouvir no imo da consciência…

Nesse momento, observei que o sacerdote recordou instintivamente os amigos, tocado de profundo receio. Agora que reencontrava a mãezinha carinhosa e devotada a Deus, que sentia a vibração confortadora do ambiente de fraternidade e féé, sentia medo de regressar ao convívio dos colegas endurecidos no mal.

Já este foi criação da inteligência artificial

A primeira vez mais providencial de serviço de sua consciência, a senhora Laura encontrava-se com a presença de alguns, com a sua consciência espiritual e a medicina de amor, acrescentou:

– O controlador de serviço está disposto a escapar com as mesmas expressões de alegria.

A primeira vez mais forte de algum tempo, a senhora de Alexandre prosseguiu a companheira de serviço e considerando a alegria da conversação despediu-se:

– Neste momento, a maioria dos companheiros encarnados estão através de construções destruidoras e desencarnadas. A consciência tem sempre a construção do coração.

 

Depois de criar três bots capazes de imitar os autores com uma precisão considerável (erro de 22% para André Luiz, 5% para Emmanuel e 32% para o Humberto de Campos), dá para dizer que cada autor tem um estilo razoavelmente marcante e uniforme.

Agora, dá para dizer que eles são diferentes entre si? Ou será que o estilo delata que teriam sido escritos por uma só pessoa? Para fazer o teste, eles decidiram confundir a máquina. Misturaram os textos de diferentes autores. Mandaram o bot do Emmanuel escrever com base na obra do Humberto, o do Humberto imitar o André e assim por diante. Deu errado: a taxa de erro disparou. Os modelos eram incapazes de encontrar os mesmos padrões de estilo de uma entidade espírita nos livros da outra. Os autores são, sim, marcadamente diferentes.

A questão que resta é: há outras formas de explicar o resultado?

Misturar textos de diferentes temas e épocas de um mesmo autor já é suficiente para aumentar a taxa de erro. Mas não tanto assim. “Fizemos um teste com o Paulo Coelho justamente para testar um único autor com diferentes livros e muitos textos. A taxa de erro aumenta – mas mesmo assim continua baixa”, explica Milton. O teste com Paulo Coelho retornou uma taxa de apenas 10%.

Outra possibilidade cética seria a criação consciente e deliberada de Chico Xavier de diferentes personas, uma para cada autor – coisa parecida com o que o escritor Fernando Pessoa fez, com seis heterônimos marcadamente diferentes.

Milton também tinha uma resposta para isso: eles fizeram o teste de deep learning também com Fernando Pessoa. “Faltou quantidade de dados suficiente para atender essa técnica”, responde Stiilpen. A Stilingue não conseguiu acesso fácil e digitalizado à quantidade necessária de material de cada heterônimo de Pessoa. Relembrando, o mínimo necessário para a análise usando deep learning é de 1 milhão de caracteres o que significa, nesse caso, 6 milhões para uma análise de todos os “autores” em questão. E isso só para aquecer.

Graças a esses resultados, a análise textual deve virar um projeto de pesquisa oficial que vai, inclusive, selecionar outras técnicas mais adequadas a autores como Fernando Pessoa e Nelson Rodrigues. Mas, de tudo isso, qual foi o veredito do estudo sobre Chico Xavier?

A psicografia segue como uma questão de fé. Mas se o estudo atesta algo, é a genialidade do médium. Escrever o volume de texto que ele escreveu, com personas comprovadamente distintas, mas uniformes entre si, não precisa nem ser sobrenatural para ser absolutamente impressionante. Ou, como colocou Monteiro Lobato, “Se Chico Xavier produziu tudo aquilo por conta própria, então ele merece ocupar quantas cadeiras quiser na Academia Brasileira de Letras.”

Esta matéria foi publicada originalmente na Superinteressante

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rafael Galhardo Tur

    Quanto mais aprendo sobre o Chico Xavier , mais o admiro !!

  2. Rafael Galhardo Tur

    Quanto mais conheço o Chico Xavier , mais eu o admiro !

  3. Luiz Roberto Turatti

    ● “Isso non eczisteeeeeee!!!” “É tudo tcharlataniceeeeee!!!” “Demônios, exus, ondinas, salamandras, larvas astrais, ETs, espíritos dos mortos, venham TODOS contra mim! POR FAVOR!” (Jesuíta Prof. Dr. Padre Oscar González-Quevedo – Especialista em Parapsicologia, respeitado no mundo inteiro).

    1. Padre deveria respeitar sim a religião alheia e se preocupar com os milhões casos de PEDOFILIA na igreja dele, principalmente na América Latina (leia-se Brasil) e também explicar a roubalheira no banco do Vaticano que usa dinheiro só Deus sabe de onde vem.

    2. Antonio Norberto do Nascimento

      Chico responderia ao padre…
      Sorrindo e cheio de amor, apenas olharia para o padre.. observando sua enorme ignorancia o amaria e compreenderia. Talvez não diria uma palavra por acreditar, talvez, na sua incapacidade de compreenção.

    3. Luiz Roberto Turatti

      Antonio Norberto do Nascimento e a quem mais possa interessar: é de se crer que Chico Xavier, muito antes de morrer, já havia reconhecido que nada do que acontecia com ele (e com qualquer pretendido intermediário do além com o aquém, e vice-versa), na penumbra dos centros-espíritas, deveria ser levado a sério…

    4. Natália Ávila de Castro

      Perfeito seu comentário Antonio Norberto do Nascimento. Chico é muito amor, bem provavelmente faria isso mesmo.. meu sonho chegar aos pés do que ele foi e é..

    5. Luiz Roberto Turatti

      Aproveitando o “experimento”, sugiro, a quem possa interessar, esta breve reflexão: “Hoje, não há nenhum tipo de fenômeno espiritóide (acupuntura, adivinhação, alquimia, amarração para o amor, amuletos, angelologia, assombrações, astrologia, aura, borra de café, bruxas, búzios, cabala, cartomancia, cristais, déjà-vu, demônios, diabos, duendes, elfos, elixir da vida, EQM [experiência de quase morte], espelho quebrado [sorte ou azar?], espiritismos, espíritos dos mortos, ETs, exorcismos, exus, fadas, feng shui, figa, florais de Bach, futurologia, gato preto, gnomos, Halloween, holismo, homeopatia, horóscopos, larvas astrais, mapa astral, mapa astrológico, materializações, mediunidade, mel com pétalas de rosas, numerologia, ondinas, pajelança, pentagrama, pirlimpimpim, pitonisas, poções do amor, previsão astrológica, psicografia, quiromancia, reencarnação, reiki, runas, Saci-Pererê, salamandras, satanás, satanismo, sexta-feira 13, signos zodiacais, simpatia, talismãs, tarô, TCI [transcomunicação instrumental], TVP [terapia de vidas ou vivências passadas], varinha de condão, xamanismo, etc., etc.) que a Parapsicologia não haja pesquisado amplamente e que não saiba explicar. Mas, teoricamente, se houvesse algum fenômeno inexplicável, a conclusão lógica seria a mesma: ignorância não é argumento.”. (Jesuíta Prof. Dr. Padre Oscar González-Quevedo – Especialista em Parapsicologia, respeitado no mundo inteiro).

  4. Reginaldo Boetteger

    Cuidado com o que deseja Luiz Roberto Turatti, se vc ler em Deuteronomios, Números e Levitivlcos; quando Moisés PROÍBE a consulta aos MORTOS FORA DA TENDA, vc entenderia. Moisés nunca proibirá o que NÃO É POSSÍVEL, se proíbe é pq pode se consultar, se não Moisés teria dito, “Por mais que tentem não é possível consultar os mortos, eles estão incomunicaveis”… certo? Tem que tirar o VÉU DA IGNORÂNCIA e respeitar aquilo que vc não conhece. Vc brinca com uma frase do Padre Quededo …. rsrs … que diz que na Exiziste … mas quando perguntado sobre aparições de Santos da Igreja Católica ele fala que isso Existe sim . .. dois pesos e duas medidas … isso se chama HIPOCRISIA .. E Moisés ainda completa: ” Não consultei os Mortos por questões de Sorte ou Azar” no que a Doutrina Espírita, uma Doutrina Eminentemente Cristã, tb diz o mesmo. Chico dizia “Eu não mando nos Espíritos, o telefone toca de lá para cá. Outra coisa, Chico era funcionário público da secretaria da agricultura de Minas, trabalhava 8 horas, ia ao Centro Espírita Luiz Gonzaga, ficava até as 23 horas, depois pisicografava livros ate as 3 horas da manhã e as 8 há já estava de volta ao trabalho na repartição. Isso de segunda a sexta pois no sábado e domingo atendia 4 mil pessoas que o procuravam por dia, e pessoas de todas as Religiões ele NUNCA perguntou qual religião frequentavam, chamava todos de IRMÃOS. O que me impreciona em alguns comentários é que quem METE O PAU não tem o mínimo conhecimento e ainda se diz CRISTÃO, justamente os que leem que Jesus recomenda: “Não julgue seus próximo, por que da mesma maneira que o fizerdes, será usado contra vc” … a impressão que dá é que muitos preferem ver seus irmãos na ESTÔNIA E NA GANDAIA do que num templo religioso, eu nào, acho lindo ver Igrejas lotadas, Católicos, Evangélicos, o que me preocupa é ver tanta gente nos embalos da vida, que não acrescentao nada a vida do homem.
    Finalizando sugiro a leitura dos livros do Doutor Ian Stevenson, um psicólogo e Diretor do setor de psicologia de uma Universidade Americana, ele escreveu vários estudos sérios sobre a reencarnação, um deles “Biology and reencarnation” ja em portugues. Detalhe ele não é Espírita. Boa leitura.

    1. Luiz Roberto Turatti

      Sem blá-blá-blá… Jamais o Padre Quevedo afiançou qualquer “aparição”, sequer uma! Aprenda que se fossem “aparições” todos poderiam ver. São VISÕES! Cada um vê o que quer! Pois, não?! Reginaldo, o espiritismo não pode ser cristão, como você afirma e crê, simplesmente, por este negar toda a divindade de Jesus! O resto de seu comentário é só mais blá-blá-blá… Não percamos tempo e estudemos, porque só ler é MUITO pouco!

  5. carnevali rog

    Acho que no mínimo devemos respeitar o irmão . Sou de formação católica e estudo a doutrina espírita. Tenho realmente muita dificuldade em acreditar em tudo que tenho visto e lido. Mas Homem como Chico chave deve no mínimo ser respeitado como ser humano é pelas suas obras. E tb atentando pelo fato de ele ao estar mais entre nós e não ter como se defender das injúrias. Defesa está q mesmo qdo estava vivo ele não fazia questão de fazê lo . Isto de cobriremos logo pois em breve estaremos no outro lado da vida , que afinal por mais q vivemos temos pouco tempo aqui na terra. Bom pelo menos por cada vez q virmos aqui. Mas num consenso maravilhoso das coisas q estudei e lo eminha breve vida DEUS e maravilhoso pai e acho devemos pegar o melhor de tudo escrito ,seja qual religião seja e ainda estaremos muito longe de entendemos o tamanho a bondade e inteligência deste ser magnífico que a tudo fez. Abraço a todos e obrigado.

  6. Nardinei Silva

    O que me admira são pessoas perdendo tempo em explicar o inexplicável um homem que deu a sua vida toda para ajudar as pessoas e doou todo dinheiro que recebia para caridade,não morreu rico .Se jesus Cristo voltasse a nossa vivência é capaz dele ser crucificado novamente,tenho nojo dessas pessoas.

    1. Se jesus Cristo voltasse a nossa vivência é capaz dele ser crucificado novamente
      Falou tudo aqui.

    2. Luiz Roberto Turatti

      7 PRÁTICAS DA IGREJA CATÓLICA QUE TENTAM ESCONDER DE VOCÊ

      Em um país como o Brasil, onde a estrutura da Igreja Católica forma uma das maiores bases sociais para a população, é preciso que todos nós saibamos qual o tamanho dessa Igreja para que possamos ajudá-la em sua missão e propagação do Evangelho. Formada por homens e mulheres; jovens e idosos; religiosos e religiosas; leigos e leigas, a Igreja Católica é a maior instituição benfeitora e promotora de caridade do Brasil, alimentando quem tem fome e tratando quem procura por seus hospitais. Ninguém distribui mais alimentos do que sua gente, o povo de Deus!

      Portanto, há sete pontos em que a Igreja Católica Apostólica Romana é insuperável no Brasil:

      Verdade 1: Maior instituição de caridade do planeta;
      Verdade 2: A instituição que mais distribui alimentos;
      Verdade 3: Maior mantenedora de bolsas para a educação;
      Verdade 4: Melhor programa de combate a mortalidade infantil;
      Verdade 5: Mais de 300 mil projetos sociais;
      Verdade 6: Quem mais presta assistência aos idosos;
      Verdade 7: Única instituição presente em todos os municípios do Brasil.

      NOTA: Chico Xavier deve ter feito caridade, não sei se tanta como propalam. Muitos de nós também fazemos, no anonimato… Chico é, na verdade, apenas mais um ídolo, entre tantíssimos…

  7. Tanta besteira tecnológica que não serve para absolutamente nada. Ele foi de simplicidade e sabedoria espiritual, usou apenas papel e lápis.

  8. Luiz Roberto Turatti

    bernardo (02 jul 2017 – 16h01 ), respondo aqui porque não posso responder diretamente no seu comentário/resposta a mim. O que tem a ver com o artigo e o meu comentário, o que você está falando? “Pedofilia” “e também” “a roubalheira no banco do Vaticano” são crimes que devem ser exemplarmente punidos, aliás, com o aval do Papa Francisco. Voltemos ao assunto: você tem como demonstrar, uma única comunicabilidade do além com o aquém, ou vice-versa, sem inventar mais?

  9. Márcio Martins

    Se nao foi mediunidade, Chico so poderia ser um ET. Sem condições d fazer o q ele fez e mal tendo completado o primário se é q completou.

  10. Milton Barbosa Bueno

    Lendo esta matéria, sobre o computador repetidor, lembrei que o papagaio também aprende falar repetindo o que voce fala para ele muitas vezes.

  11. Carlos Filho

    Luiz Roberto Turatti, a parapsicologia como todo conhecimento baseado em simples observações e estatísticas, tem sim sérias limitações e por isso nunca conhecerá a verdade. Esta é advinda do mais profundo do nosso SER e nunca da tola e limitada mente humana, volúvel em suas “certezas” e teorias. Você fala de Jesus e que o espiritismo o nega mas está equivocado! Chico Xavier sempre exaltou Jesus, o qual realizou autênticos milagres (aquilo que não compreendemos). Podes negar que o mesmo não expulsou demônios? Não curou doentes?Ou será que Jesus foi algum charlatão? Podemos afirmar muitas coisas, verdadeiras ou não mas, saiba que para NEGAR algo é preciso um conhecimento superior, profundo e exclusivo de pessoas verdadeiramente iluminadas pois poucas são as nossas “certezas” com relação aos mistérios da vida (e também da morte). Socraticamente falando, pior do que não saber, é não saber que não se sabe, o que corrobora o dito de que “toda ignorância é atrevida”.

    1. Luiz Roberto Turatti

      1) Sr. Carlos Filho, “A PARAPSICOLOGIA é o conjunto dos ramos da ciência que estuda os fenômenos incomuns, misteriosos. A Parapsicologia não é míope e, portanto, não vê apenas os aspectos físico, químico ou biológico dos fenômenos. Ela analisa os acontecimentos por todos os ângulos possíveis. Durante os últimos três séculos, a ciência universitária caiu num erro – já reconhecido – de só estudar as coisas comuns, regulares, repetíveis à vontade em laboratórios, ou mensuráveis por estatísticas matemáticas. Tudo isso é ciência, mas a ciência não é só isso. Hoje ela não quer mais que a realidade se acomode aos métodos de estudo.

      Se a realidade é só material e comum, ela pode se acomodar a um método, é claro. Mas não se pode exigir que fenômenos espontâneos, livres e humanos sejam analisados apenas em laboratórios. A atitude cientificamente correta hoje é a de estudar a realidade como ela é usando a metodologia que a situação exigir.

      Quando se tratam de fenômenos que são do nosso mundo, mas que são incontroláveis e raros, então, há que se modificar a metodologia aplicada à matéria comum. A partir dessa reflexão da Filosofia foi que nasceu a Parapsicologia, o conjunto dos ramos da ciência que estuda o incomum, o pouco frequente.”.

      2) Não estou “equivocado”, não, Sr. Carlos Filho. O senhor afirma que “Chico Xavier sempre exaltou Jesus” e o compara (grosseira e indevidamente) ao Salvador Jesus Cristo que, pasme, jamais “expulsou demônios”, nem “curou doentes”, literalmente, não! O senhor me questiona se “Jesus foi algum charlatão”: não, não acho que Jesus tenha sido um charlatão, porém, apesar d’Ele ser Deus, deixou-nos claríssimo que “se fez homem” (falível), portanto, Ele foi humano, como nós! Não se pode levar as Sagradas Escrituras (de há 2 mil anos) ao pé-da-letra, Sr. Carlos Filho, e é preciso saber interpretar textos antes de tirar qualquer conclusão, sempre equivocada, em favor do espiritismo, frise-se. Conotações próprias, à parte, Sr. Carlos Filho.

      3) Para sua reflexão, não é preciso “conhecimento superior, profundo e exclusivo de pessoas verdadeiramente iluminadas” para se compreender, por exemplo, que o espiritismo (e todos os seus ramos) é um crasso erro de interpretação e de metodologia, do século 19. Para se chegar a essa conclusão é preciso estudar de todos os pontos de vista, com coragem e sem qualquer tipo de preconceito, e, mais do que tudo, sem perder a fé.

      “Não se imponha a Verdade sem caridade, mas não se sacrifique a Verdade em nome da caridade”. (Santo Agostinho)

  12. Alex Cardozo

    Os pobres de espirito materialistas e ateistas (mal intencionados), não conseguem ter outra coisa que fazer na vida além de provar o que eles não acreditam não existe. Vão fazer algo de útil na vida de vocês.

  13. Cristofer Dalgais da Cunha

  14. Lucilene E Pedro

    Chico Xavier é um ser humano fantástico que somente fez o bem neste país. Escreveu inúmeras obras e nada ganhou com isto. Doou direitos autorais. Seria riquíssimo de tivesse requisitado para si estes direitos. A pesquisa científica apenas é mais um elemento comprobatório das suas capacidades mediúnicas. Os céticos tem que levar em consideração o fato que em ciência temos que aceitar o fato comprovado por evidências que possam ser reproduzidas em ambientes controlados. Abram suas mentes. O programa computacional provou a genialidade de Chico. Pelo menos aceitem isto. Já será um avanço.

  15. Marcus Padilha

    Todo esse blablabla é porque em pleno século 21 as pessoas se temem e se negam a aceitar que a morte é o fim e vida só temos essa.

  16. Olho Da Bolha

    Esquizofrenia. simples assim. Todo respeito aos crentes em espiritos e espero que um dia encontrem a verdade como eu, depois de decadas, encontrei! ERA TUDO MENTIRA! Nao e’ uma questao de acreditar ou nao em deus e espiritos, e’ descobrir a verdade. Tenho uma vida plena de paz e amor e agora muito mais livre e feliz depois que descobri que deuses e espiritos nao existem e tenho pena dos que ainda vivem nessa ‘realidade paralela’ sob medos de castigos que ja’ sao plantados nas mentes lavadas das criancas com o famoso “NAO FAZ ISSO QUE DEUS CASTIGA kkkkkk terrorismo!!! pobres coitados de mentes lavadas que fazem terrorismo ate’ contra os proprios filhos dentro de casa. Mas dizer isso a catolicos ou crentes ou espiritas, e’ como tentar convencer um usuario de crack de alguma coisa. Eu sei e’ chocante ouvir isso mas os crentes religiosos e espiritas estao com as mentes doentes como os viciados em crack. Tenho pena:(

    1. Luiz Roberto Turatti

      Olho Da Bolha, permito-me afiançar que o Catolicismo PURO (Igreja Católica Apostólica Romana, fundada por Jesus Cristo, com sede no Vaticano para todo o mundo e atualmente sob o comando do Santo Padre o Papa Francisco) não incita nem prega o castigo divino: para crianças ou adultos, para cultos ou ignorantes, para ricos ou pobres… Nada de demônios, nada de ETs, nada de espíritos de mortos… Quem propala isso, dentro da Igreja, está incorrendo em erro e precisa ser denunciado a quem de direito. Que cada um se responsabilize por si e sua família, corajosamente.

  17. Marcos de Almeida Lima

    O caldeirão de óleo fervente está bem aquecido, esperando a inteligência espiritual, a revista Exame e os adoradores das trevas dos centros infernais. Dentro está o possesso Xico Xavier sorrindo, com aquela cara de monstro gay mineiro, à espera da companhia da família espírita. O caldeirão não se farta de tantos espíritas entrando nele todo dia, para o banho térmico da Eternidade.

    1. Marcos de Almeida Lima

      Centros infernais do espiritismo. Banho térmico sem porta de saída da sauna do vulcão cuja fornalha não se apaga, nem o seu bicho morre. A música lá é rock, aplaudido com choro e ranger de dentes. Os holofotes são o brilho da escuridão abraçando cada rockeiro que embala o demônio chefe do Rock, ao lado de Karl Marx, Charles Darwin, Fidel Castro, Hitler, Mussolini, Brizola, Mariguela, Carlos Prestes, Juscelino Kubscheke, Madona, Elvis Preslei, o turco Sadam Hussein, os Poyong da Coréia do Norte, o japones petralha Guchiken, Abdel Massin, iatolá Komeine, Marina Silva, Chico Buarque, Tranquedin Neves, Aécim, os dois Ali-Babás do PT, Costinha das piadas limpas, Derci Gonçalves boca de engraxate, Elton Jon, Fred Mercuri, Obama Barak Hussein americano, o turco Bim Ladem, Mao Tse Tungue, Leonild Bregeneve, bugre Elio Moares bolivia, Hugo Chaves Venezuela, Fidel, Zé Serra, Alkimim, Mercadante, Creise Hofma, Grasiele Coutinho, Ze Dirceu, marido e mulher Nardoni, Bruno goleiro, Paulo Coelho, Ristofen mapa-pais, Cabral quebra Rio, Marta e Eduardo Suplicio, Joeslei, grupo Charlie Ebedo, Oreste prefeito, Jaques Vagner, Pedro Bial, Joao camisa de couro pistoleiro, Helio Moraes tranbiquero, o Macedim e o Valdomirão.

    2. Luiz Roberto Turatti

      “Exorcismo não existe”. “Os demônios não atacam ninguém. Exorcismo é Curandeirismo. É Exercício Ilegal da Medicina.”. Jesuíta Prof. Dr. Padre Oscar González-Quevedo – Especialista em Parapsicologia, muito respeitado na Igreja e no mundo inteiro.

  18. Giuliano Gasparini

    Ora bolas. Por que os crentes não admitem de uma vez que suas crenças vêm de uma necessidade de suprir certas demandas psicológicas, como o medo da morte, como a necessidade de se sentir acolhido, de se sentir importante dia de do universo? Porque precisa, o crente, negar o óbvio o tempo todo, com seus livros, pregações, ritos? Crentes de todas religiões tendem a ter aspectos muito infantis, em relação à percepção do mundo que os cerca. Criam ou adotam uma cosmovisão que os faz SENTIR melhor. E assim o mundo todo está submetido aos descalabros de decisões feitas usando ditos religiosos como sendo uma aproximação válida da realidade. Religião é a desgraça da humanidade. Religião deixa a humanidade em sua infância. Onde há religião há ignorância, sofrimento, tragédia, tristeza.

    1. Luiz Roberto Turatti

      “Nenhum dos meus clientes foi realmente curado sem haver recuperado a visão religiosa”. (C. G. Jung: 1875-1961)