Inteligência artificial é maior ameaça para humanidade, diz Elon Musk

Para o empresário, que investe em inteligência artificial, desenvolver esse tipo de tecnologia é 'invocar o demônio'

O bilionário sul-africano Elon Musk disse, durante palestra para estudantes no Massachusetts Institute of Technology (MIT), que a inteligência artificial é a ameaça mais séria para a sobrevivência da espécie humana.

“Nós devemos ter muito cuidado com a inteligência artificial. Se eu tivesse que palpitar sobre qual é a principal ameaça à nossa existência, acho que seria essa. Precisamos ser cuidadosos”, disse Musk. “Estou cada vez mais inclinado a achar que deveria haver alguma espécie de regulamentação, talvez em nível nacional e internacional, para garantir que não façamos algo muito estúpido.”

O investidor e empresário, cofundador do PayPal, é considerado um “Tony Stark da vida real” por seu envolvimento com tecnologia de vanguarda. Atualmente, suas maiores empreitadas são a Space X, uma fabricante de foguetes e atual contratada da Nasa, e a Tesla Motors, que produz carros elétricos de alto padrão.

Em agosto, Musk disse que estava investindo em pesquisa de inteligência artificial para “acompanhar o que está acontecendo”, mais do que para buscar retornos financeiros.

Musk é um dos acionistas, ao lado do cofundador do Facebook Mark Zuckerberg e do ator Ashton Kutcher, da Vicarious. A empresa trabalha para construir um computador capaz de replicar o funcionamento do cérebro humano. Para começar, os pesquisadores estão desenvolvendo modelos matemáticos que tentam simular a parte do cérebro que controla a visão, os movimentos do corpo e a linguagem.

“Estamos invocando o demônio com a inteligência artificial. Em todas essas histórias onde existe um cara com um pentagrama e água benta, ele tem certeza que consegue controlar o demônio. Mas não funciona”, disse Musk.

Durante a palestra, o empresário também falou sobre outro plano que considera crucial para o futuro da humanidade – a colonização de Marte. “O que importa é sermos capazes de estabelecer uma civilização autossustentável em Marte, e eu não vejo isso sendo feito em nenhum lugar a não ser na SpaceX”, disse Musk. “Não vejo ninguém tentando.”