Hambúrguer de carne de laboratório agora custa menos de 40 reais

Produto custava 1 milhão de reais a unidade quando foi anunciado, em 2013

A indústria de alimentos tem buscado alternativas aos ingredientes de origem animal, cuja produção pode ser afetada por crises como a que atinge a criação de aves dos Estados Unidos atualmente. Uma dessas soluções fez avanços importantes desde que foi apresentada pela primeira vez, em 2013: o hambúrguer de carne de laboratório. 

Criado a partir de tiras de tecido muscular desenvolvido em ambiente controlado, o hambúrguer está mais perto da mesa dos consumidores por causa de uma abrupta queda no custo de sua produção. Ele passou de 1 milhão de reais para pouco menos de 40 reais a unidade em dois anos – um valor bem mais realista.

Mas o criador do hambúrguer de laboratório, Mark Post, da Universidade Maastricht, na Holanda, adianta que serão necessários pelo menos mais 20 anos até que o produto possa chegar aos supermercados. O principal problema é replicar o processo, que utiliza um tipo de célula-tronco capaz de reparar tecido muscular, em larga escala. 

A equipe de Post também busca um substituto que não seja de origem animal para um soro utilizado no processo. Além, é claro, de acertar no sabor do alimento, para o qual muita gente torceu o nariz. Enquanto o hambúrguer de carne de laboratório não chega, os defensores dos direitos dos animais terão que se contentar com bifes de soja. 

Fonte: Fast Company