Hackers impedem que 22 voos decolem na Polônia

Aistema foi hackeado na tarde do domingo (21) e consertado apenas cinco horas depois

Cerca de 1400 passageiros da companhia aérea polonesa LOT não puderam voar após hackers atacarem os computadores usados para gerar os planos de voos dos aviões da empresa no aeroporto de Varsóvia.

O sistema foi hackeado na tarde do domingo (21) e consertado apenas cinco horas depois, cancelando dez e atrasando outros 12 voos nacionais e internacionais da companhia aérea, que é de propriedade do governo polonês.

Adrian Kubicki, porta-voz da LOT, afirma que a segurança dos voos não chegou a ser comprometida. Nenhum outro aeroporto teria sido atacado pelos hackers.

“Estamos usando os computadores mais modernos do mundo, então isso pode ser uma ameaça potencial a toda a indústria de aviação”, afirmou Kubicki. O ataque está sendo investigado pelas autoridades locais.