Hacker invade 420 mil computadores para mapear a internet

Um pesquisador montou um dos melhores mapas da internet já vistos usando métodos ilegais

São Paulo – Um hacker anônimo conseguiu traçar um dos melhores mapas da internet já vistos. Para isso, ele invadiu 420 mil computadores e equipamentos de rede entre junho e outubro do ano passado. As máquinas invadidas formaram uma rede controlada à distância (botnet) que foi usada para monitorar 460 milhões de dispositivos ligados à internet.

O resultado é o Internet Census 2012, uma pesquisa minunciosa sobre uso de internet em todo planeta. O documento apócrifo traz um impressionante mapa animado que mostra dispositivos sendo conectados e desconectados da internet. 

As máquinas invadidas usavam sistema operacional Linux e se conectavam à internet por meio do protocolo IPv4 (ainda a versão mais comum do protocolo IP, apesar de já existir a IPv6).

O método do hacker consistia em testar, à distância, as senhas-padrão de acesso a contas de administrador. Caso a máquina usasse uma delas, ela era invadida. Em seguida, ele instalava o programa que criava a botnet e, numa etapa posterior, passava a monitorar as atividades na rede.

“Fizemos a pesquisa da maneira menos invasiva possível e com o máximo de respeito à privacidade dos usuários”, informa ele em seu artigo. “Também deixamos, nos computadores, um arquivo de texto contendo a descrição do projeto e um endereço de e-mail para contato”, complementa.

Apesar da finalidade nobre, o levantamento é ilegal por invadir computadores ao redor do globo. Nos Estados Unidos, por exemplo, o hacker seria preso se fosse pego.