Groupon é expulso de comitê da câmara de e-commerce

Comitê de Compras Coletivas da Câmera Brasileira de Comércio Eletrônico acusa site de veicular ofertas de produtos ilegais

São Paulo – O Comitê de Compras Coletivas da Câmera Brasileira de Comércio Eletrônico (câmara-e.net) informou ter excluído o site de compras coletivas Groupon. Segundo a entidade, a punição foi motivada pela “veiculação de ofertas em desrespeito às normas autorregulatórias”, criadas pelo comitê e dispostas em seu Código de Ética.

A câmara-e.net acusa o site de divulgar ofertas de produtos como smartphones e tablets que não tem homologação da Anatel para serem vendidos no Brasil. “A sanção foi aplicada após o Groupon ter sido notificado duas vezes por meio de ofícios e, mesmo assim, permanecer desrespeitando o Código”, alegou a câmara em nota à imprensa.

O documento tem como objetivo disciplinar a conduta dos sites que integram o comitê para a promoção de boas práticas no varejo eletrônico brasileiro. Ainda de acordo com a entidade, tal código foi concebido em agosto de 2011 e aprovado por todas as empresas que o integram, Groupon inclusive.

Procurado, o Groupon informou ter recebido hoje a notificação sobre a decisão do comitê e declarou estar avaliando o assunto para tomar as medidas que se mostrarem necessárias. 

Atualização, 11/10/2012, às 10h07: em novo comunicado, o Groupon lamentou o ocorrido e informou que as ofertas envolvendo produtos não homologados pela Anatel foram retiradas do site imediatamente  após o recebimento da notificação feita pela Câmara e-net.