FBI fecha Megaupload e prende responsáveis pelo site

O site de compartilhamento saiu do ar acusado de lesar proprietários de direitos autorais em mais de US$ 500 milhões ao abrigar contéudo pirateado

São Paulo – O Megaupload.com, um dos dos maiores sites de compartilhamento de arquivos do mundo, saiu do ar nesta quinta-feira depois que o FBI indiciou seus funcionários por pirataria. Como parte da operação, foram presos quatro executivos responsáveis pelo site, e outros três diretores do endereço serão processados.

A acusação é de que o site lesou proprietários de direitos autorais em mais de US$ 500 milhões ao abrigar contéudo pirateado como filmes e músicas. Durante a noite, a página está fora do ar e não traz nenhum aviso sobre o motivo.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse, em um comunicado, que o site é “uma empresa criminosa global que tem membros engajados com lavagem de dinheiro e infrações de direitos autorais em escala massiva”.

O MegaUpload é um dos mais populares sites de compartilhamento, e já chegou a ser o 13º endereço mais acessado do mundo. Ele permite que usuários façam uploads e a transferência de arquivos que são grandes demais para serem enviados por e-mail. A empresa garante que a maioria do tráfego gerado é legítimo, mas é acusada de fomentar o download de conteúdo pirata.

A ação acontece um dia após o protesto contra os projetos de lei SOPA (Stop Online Piracy Act) e PIPA (Protect Intellectual Property Act), que devem ser votados nas próximas semanas nos Estados Unidos. As novas leis criam regras rígidas para o compartilhamento de conteúdo online e dão poderes à Justiça dos EUA para fechar quaisquer sites suspeitos de pirataria.