Exército americano desenvolverá suas próprias motos voadoras

As hoverbikes serão feitas em parceria com a startup Malloy Aeronautics, que já constrói esses veículos desde 2013

São Paulo – Não era segredo que a Malloy Aeronautics, uma startup criada por um engenheiro australiano, estava desenvolvendo uma hoverbike, uma espécie de moto flutuante.

A empresa usou até o Kickstarter para arrecadar cerca de 300 mil reais,que foram usados na pesquisa e desenvolvimento do veículo. Mas parece que o projeto ganhou outra direção.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira (22) um acordo com a Malloy para que a empresa desenvolva hoverbikes especialmente para o Exército americano.

As Forças Armadas americanas se interessaram na tecnologia porque ela é segura: as turbinas da hoverbike ficam protegidas por uma carenagem, não correndo o risco de cortar fora a perna de algum desavisado.

Além disso, as motos voadoras são mais baratas e práticas que helicópteros e podem ser autônomas.

Os fabricantes da hoverbike disseram a Reuters que consideram o veículo ideal para buscas e resgate de vítimas ou reabastecimento de suprimentos em zonas de conflito.

Ele também pode ser usado para missões de vigilância. A versão final do veículo terá uma espécie de robô humanoide com uma câmera instalada na cabeça.

Quando a Malloy terminar a primeira versão da hoverbike, o Departamento de Defesa americano irá desenvolver protótipos de uso militar.

Enquanto isso, a startup britânica poderá continuar a desenvolver modelos para uma versão comercial da motocicleta voadora. Sim, o sonho da sua hoverbike própria ainda está vivo.

Assista: