Estudo destaca riscos da nanotecnologia

Livro aborda riscos e questões regulatórias relacionadas ao uso de nanotecnologia na indústria ou na academia

São Paulo – A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) acaba de lançar o estudo Nanotecnologias: subsídios para a problemática dos riscos e regulação.

O livro teve sua produção coordenada pela Fundação de Desenvolvimento da Universidade Estadual de Campinas (Funcamp) e oferece informações a pesquisadores, empresários e entidades que lidam com o assunto.

O responsável técnico da publicação é Oswaldo Luiz Alves, professor titular do Departamento de Química Inorgânica do Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas e coordenador científico do Laboratório de Química do Estado Sólido.

A nanotecnologia é o estudo, manipulação, construção de materiais, substâncias, dispositivos e objetos em escala nanométrica (bilionésimo de metro). A aplicação ocorre em diversas áreas, como fármacos, dispositivos semicondutores, sistemas de energia, polímeros, novas soluções para problemas energéticos e soluções para a agricultura.

Além de abordar riscos e questões regulatórias relacionadas ao uso de nanotecnologia na indústria ou na academia, a publicação reúne ampla bibliografia sobre o tema.

“Percepção pública dos riscos e benefícios das nanotecnologias”, “Das relações entre nanomateriais, toxicidade e avaliação de riscos: a emergência da nanotoxicologia” e “Visão geral da atividade ligada à toxicidade, segurança e avaliação de riscos das nanotecnologias: enfoque bibliográfico” são alguns dos capítulos da publicação.

O estudo está disponível em: www.abdi.com.br/Estudo/Relat%C3%B3rio%20Nano-Riscos_FINALreduzido.pdf